Torcedor ferido em briga de torcidas no Rio está em estado grave

Homem tem ferimento na cabeça

Enviado Direto da Redação
Briga aconteceu no calçadão de Copacabana

Briga aconteceu no calçadão de Copacabana

Foto: Reprodução

O torcedor Roberto Almeida, ferido em uma briga entre as torcidas do Flamengo e do Peñarol, na noite desta quarta-feira (3), no Rio de Janeiro, continua internado em estado grave no Hospital Municipal Miguel Couto, na zona sul da cidade. Almeida foi hospitalizado ontem (3) com um ferimento na cabeça, depois de ser agredido em Copacabana.

A briga aconteceu na tarde de ontem quando flamenguistas, que vieram em excursão de Vitória, se confrontaram com torcedores do Peñarol, do Uruguai, no calçadão de Copacabana, antes do jogo entre as duas equipes pela Copa Libertadores da América, marcado para as 21h30, no Estádio do Maracanã.

Durante a briga, foram trocados socos, pontapés, garrafadas e cadeiradas. Em um determinado momento, um torcedor do Peñarol foi agredido por vários flamenguistas, à frente de um policial militar, que nada fez para conter a agressão.

A confusão aconteceu antes que os torcedores uruguaios fossem escoltados pela Polícia Militar até o Maracanã, o que estava previsto para ocorrer às 17h30.

Vários torcedores foram presos e levados ao Juizado Especial Criminal (Jecrim) depois da confusão. Após o jogo, que o Peñarol venceu por 1 a 0, já durante a madrugada, houve mais brigas nas ruas de Copacabana.

(Agência Brasil)

Veja também