Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar up 5,3317 Euro up 5,5605
Search

Ex-militar gonçalense se dedica ao jiu-jitsu nos Estados Unidos

Em busca de melhores oportunidades, gonçalense Luan Andrei foi morar em Tampa, na Flórida

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 24 de março de 2018 - 13:03
>> Luan (D) também tem dado aulas de jiu-jitsu na Flórida
>> Luan (D) também tem dado aulas de jiu-jitsu na Flórida -

Por Jéssica Ziehlsdorff e Rennan Rebello

Após abandonar a carreira militar na Aeronáutica para se dedicar às artes marciais, Luan Andrei, de 25 anos, encontrou no jiu-jitsu uma maneira de viver, e há sete meses vive na cidade de Tampa, no estado da Flórida, para onde se mudou inicialmente para lutar em torneios.

“O intuito era ficar quatro meses para treinar e competir nos campeonatos daqui, não vim na intenção de ficar, mas acabei tendo uma oportunidade e estou treinando na academia de um amigo, o Márcio Cruz ‘Pé de Pano’, e aqui também represento o time do Gordo Jiu-Jitsu”, explicou.


O lutador, que morava no bairro do Coelho, já vinha se destacando na modalidade e foi notícia em O SÃO GONÇALO em 2016. Ele vislumbrava com uma vaga no UFC, mas por enquanto, mudou seus planos.



“A minha faculdade é o jiu-jitsu. Então, tenho como meta pegar a faixa preta (atualmente detém a marrom). Depois que me formar, penso em voltar para o MMA”, explicou.

O jovem de São Gonçalo enxerga a mudança para os Estados Unidos como um avanço para sua carreira e não tem previsão para voltar a viver no Brasil.

“Tenho acesso às maiores e melhores competições da minha categoria. Dessa forma, acabo sendo mais visto. Então, pra mim, viver nos Estados Unidos está sendo melhor pelas oportunidades e isso acaba sendo melhor para o meu crescimento no esporte. Por isso, não tenho intenção em voltar, a não ser para visitar ou competir”, revelou.



Além de se estabilizar na ‘Terra do Tio Sam’, Luan mantém suas ambições esportivas. “Quero ser campeão mundial de jiu-jitsu e estar entre os melhores e ser um ícone. Mas, por ora, quero seguir competindo em alto nível”, finalizou.

Matérias Relacionadas