Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 5,1937 | Euro R$ 5,5292
Search

Justiça abre investigação contra plataformas de apostas esportivas

Clubes de futebol, TV Globo e organização de campeonatos foram notificados em ação

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 30 de agosto de 2022 - 16:59
Ação tem objetivo de apurar possíveis abusos na atuação de empresas de apostas
Ação tem objetivo de apurar possíveis abusos na atuação de empresas de apostas -

Clubes de futebol, federações e uma emissora de TV terão que apresentar, ao Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), os contratos de publicidade e patrocínio mantidos com plataformas digitais de apostas esportivas. A notificação foi enviada nesta terça-feira (30) para 54 entidades, pela Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon).

A iniciativa tem o objetivo de apurar a relação entre as entidades e as empresas de apostas, que são investigadas por possíveis explorações e abusos na relação com o consumidor.


Atacante do Flamengo é desfalque para jogo contra o Vélez

777 chega ao Rio nesta quarta para finalizar compra da SAF do Vasco


O Ministério alega que a falta de regulamentação detalhada na legislação que autoriza o tipo de aposta no Brasil pode estar possibilitando que as companhias atuem "sem a devida autorização e sem qualquer mecanismo de controle, fiscalização ou prestação de contas".

Entre os notificados, estão os quatro principais times de futebol do Rio de Janeiro: Flamengo, Fluminense, Botafogo e Vasco. Além deles, diversos outros clubes de vários estados, como Palmeiras, Corinthians e Athlético-PR, também foram relacionados na lista de notificações. Também foi solicitada uma resposta da Rede Globo de Televisão, e dos campeonatos futebolísticos nacionais (Campeonato Brasileiro) e regionais (Carioca, Paulista, Baiano, entre outros). Todos têm o prazo de 10 dias para apresentar uma resposta.

Zagueira-artilheira do Brasil leva Bola de Bronze do Mundial sub-20

As plataformas de apostas são serviços que permitem que torcedores e entusiastas apostem quantias variadas em resultados de jogos de futebol, número de cartões distribuídos em rodadas do campeonato, jogadores escalados, entre outros. Elas agem no país com a permissão da Lei Federal 13.756/18.

Matérias Relacionadas