Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar down 5,2536 Euro down 5,5015
Search

Tandara da seleção brasileira de vôlei receberá pena máxima por doping

A jogadora foi condenada na época das Olimpíadas pelo uso de anabolizantes Ostarina

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 24 de maio de 2022 - 20:12
Tandara foi afastada na época das Olimpíadas de Tóquio em 2021
Tandara foi afastada na época das Olimpíadas de Tóquio em 2021 -

A jogadora da seleção feminina de vôlei, Tandara Caixeta, receberá uma punição severa por doping. Foi decidido pela Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem, que a oposta brasileira foi condenada a quatro anos, o que indica a pena máxima.

Tandara ainda pode recorrer. Ela foi suspensa por unanimidade pelos três auditores presentes.

Na época das Olimpíadas de Tóquio em 2021, ela foi punida de modo preventivo. Com 33 anos atualmente, só poderá retornar ao vôlei em 2025. A jogadora foi condenada pelo uso de Ostarina, uma classe de anabolizantes que ajuda a ganhar massa muscular.

Pelas redes sociais, ela comentou sobre a punição que recebeu. "Essa condenação é, particularmente, difícil pra mim porque estou sendo condenada por algo que não fiz. Vamos recorrer ao Plenário para que a justiça seja, de fato, reestabelecida. Respeito, mas não concordo com essa decisão de hoje. Lutarei, como sempre fiz, para provar minha inocência".

A defesa de Tandara chegou a alegar erro de manipulação das farmácias e que a mesma já processou duas farmácias por conta disso. Porém, seu argumento não foi validado pelos auditores, foi apontado informações contraditórias do que a argumentação teria mostrado para a audiência. Para uma última instância, o caso pode ir para à Corte Arbitral do Esporte (CAS), na Suíça.

Com a Seleção Brasileira, Tandara foi campeã nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara (2011), Olimpíadas de Londres (2012) e bronze pelo Mundial da Itália (2014). Tandara também conquistou três Grand Prix e uma Copa dos Campeões. 

Matérias Relacionadas