Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar down Euro down 5,4907
Search

Clubes se reúnem neste terça e podem selar criação de liga do futebol brasileiro

O movimento da vez está sendo encabeçado por Flamengo, Bragantino, São Paulo, Palmeiras, Corinthians e Santos

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 02 de maio de 2022 - 23:02
Terça-feira pode ser decisiva para o futuro do futebol brasileiro
Terça-feira pode ser decisiva para o futuro do futebol brasileiro -

A manhã desta terça-feira (3) pode se tornar uma das mais importantes da história para o futebol brasileiro. Num hotel de São Paulo, representantes dos 20 clubes da Série A estarão reunidos para concretizar a criação da 'tão sonhada' Liga do Futebol do Brasil. Mesmo antes de bater o martelo, a possível já tem nome e se chamará Libra.

O movimento da vez está sendo encabeçado por Flamengo, Bragantino, São Paulo, Palmeiras, Corinthians e Santos. Na carta convite, distribuída aos clubes, há a clara intenção de se criar a Liga já nesta terça. Porém, em casa de não haver assinaturas mínimas, o grupo pró Liga poderá formar um bloco para negociações futuras de direitos de imagem, patrocínio e afins.

Apesar de todos os clubes terem o desejo da formação de uma Liga, há um grande empecilho: a divisão de cotas de patrocínio. E este pode ser, mais uma vez, o motivo de uma fracasso na tentativa de profissionalizar o futebol no país.

Na carta de intenções da Libra, há um ponto em que fala que para ser aprovada, a proposta de divisão de receitas precisará ser "objeto de decisão unânime entre os associados".

Atualmente os clubes brasileiros estão divididos em três blocos quando o assunto é a criação de uma liga. Em um grupo está o Flamengo juntos dos cinco paulistas da Séria A, que desejam a criação da Libra, um outro grupo chamado "Forte Futebol", contendo América-MG, Atlético-GO, Athletico-PR, Avaí, Ceará, Coritiba, Cuiabá, Fortaleza, Goiás e Juventude, e um terceiro grupo de clubes que não concordam com nenhum dos grupos anteriores.

Tags:

Matérias Relacionadas