Atleta gonçalense encanta no jiu-jitsu e busca patrocínio para disputar mundial na Califórnia

Conheça a história de Caio Ribeiro, de 18 anos

Escrito por Matheus Mattos 25/11/2021 12:24, atualizado em 25/11/2021 12:58
Caio Ribeiro, atleta de jiu-jitsu
Caio Ribeiro, atleta de jiu-jitsu . Foto: Reprodução/Instagram

O atleta gonçalense Caio Ribeiro, de 18 anos, vem encantando por onde passa no jiu-jitsu e agora busca um desafio maior: disputar o mundial do esporte, que acontece na Califórnia (EUA), em meados de dezembro deste ano. Depois de diversas conquistas nacionais e internacionais, o jovem vai em busca desse grande sonho e criou uma vakinha on-line para custear a viagem para os Estados Unidos.

Quando perguntado sobre sua trajetória, Caio faz questão de ressaltar a importância do pai em todo esse processo.

“Comecei a treinar com seis anos, quando passamos em frente a uma academia e meu pai perguntou se eu queria entrar. Foi o primeiro encontro com a arte, daí pra frente não parei mais. O meu pai é o meu maior incentivador e através do jiu-jitsu, já consegui estudar nos Estados Unidos e aprender inglês.”, contou o morador do bairro da Venda da Cruz, em São Gonçalo.

Depois que entrou no mundo do esporte, o gonçalense não ficou para trás, e empilhou troféus e medalhas nesses doze anos.

“No Brasil, eu disputo o Campeonato Carioca, Brasileiro e Sul-Americano, e já fui várias vezes campeão nesses torneios. Além disso, já disputei alguns fora do país, como em Portugal, onde fui medalha de bronze. Nos Estados Unidos, já participei do Pan Americano, que também fui bronze. Também fui campeão no American National, na Califórnia, no Internacional Open, em Long Beach, no Spring Open, em São Diego, no Championship Arizona State, no Arizona, e também no Internacional Open, em Phoenix.”, disse o atleta.

Caio em combate durante um campeonato
Caio em combate durante um campeonato | Foto: Reprodução/Instagram
 

E para ter tantas conquistas como essas, Caio revela os nomes que se inspira e também seu desejo para o futuro.

“Eu quero ser um professor da arte suave. Tenho como inspiração nomes como André Galvão, Mendes Bros e Rômulo Barral.”, pontuou ele.

Diante de todo sucesso do filho, o pai, Marcelo Ribeiro, de 50 anos, comenta que esses feitos são fruto de um trabalho realizado diariamente.

“Como pai, vejo a sua dedicação no colégio e nos treinos, treina todos os dias, buscando cada vez mais a sua evolução, tanto pessoal, quanto profissional.”, falou.

No entanto, nem tudo está favorável. Marcelo ainda revela que não tem nenhum suporte e que os valores do jiu-jitsu são bem altos para sua realidade.

“Patrocínio no Brasil é muito difícil, não temos apoio praticamente nenhum. Estamos na correria total e o custo de uma viagem é muito alto.”, contou.

Como ajudar?

Para quem quiser ajudar o jovem atleta de São Gonçalo a seguir trilhando o caminho das vitórias, basta acessar o link da vakinha e doar ou transferir pelo Pix: chave (21) 99565-6760.

Quem tiver interesse em acompanhar a carreira de Caio Ribeiro, é só acessar o perfil @caioribeirojj no Instagram.

Veja as informações para doar
Veja as informações para doar | Foto: Divulgação
 

Estagiário sob supervisão de Marcela Freitas*



Caio Ribeiro, atleta de jiu-jitsu
Caio Ribeiro, atleta de jiu-jitsu. Foto por Reprodução/Instagram
Caio em combate durante um campeonato
Caio em combate durante um campeonato. Foto por Reprodução/Instagram
Veja as informações para doar
Veja as informações para doar. Foto por Divulgação

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas