Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 5,1515 | Euro R$ 5,5085
Search

Com retrospecto ruim como visitante, Botafogo enfrenta o Operário fora de casa, nesta quinta-feira (12)

Com Luís Oyama no lugar do artilheiro Chay a equipe carioca busca sua quinta vitória seguida na Série B

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 12 de agosto de 2021 - 10:40
Luís Oyama deve começar a partida contra o Operário no lugar de Chay
Luís Oyama deve começar a partida contra o Operário no lugar de Chay -

Botafogo e Operário se enfrentam no Germano Kruger, em Ponta Grossa, no Paraná, em jogo válido pela 17ª rodada do campeonato brasileiro série B, nesta quinta-feira (12), às 21h30. Separados por apenas um ponto na tabela, tanto os cariocas em 9º, com 25, quanto os paranaenses em 11º, com 24, precisam da vitória se quiserem se manter na corrida pelo acesso.

Embalado pela quarta vitória seguida no campeonato, contra a Ponte Ponte por 2 a 0 no último domingo (8), o time de Enderson Moreira precisará superar alguns empecilhos para sair do Germano Kruger com os três pontos na manga. Primeiramente, seu péssimo histórico como visitante. O time que é o melhor mandante da competição, com seis vitórias, um empate e uma derrota no Nilton Santos, nesta temporada, é também o sexto pior visitante, com apenas uma vitória em oito jogos.

Além disso, o Botafogo não contará com o artilheiro da equipe no campeonato para a partida. Com fadiga muscular, Chay que já soma sete gols em 14 jogos pela equipe carioca e é vice-artilheiro da Série B, atrás somente Edu do Brusque, com 10, deve ser poupado do confronto. Com isso, o meia Luís Oyama deve ganhar uma vaga no time titular de Enderson, que deve tentar reforçar o meio de campo para a partida contra o Fantasma, e armar sua equipe em um 4-3-3 com Pedro Castro e Barreto fechando a trinca de volantes e Marco Antônio aberto pela direita. O zagueiro Gilvan, que sentiu o tornozelo na rodada passada e precisou ser substituído, treinou normalmente e deve começar jogando ao lado de Kanu.

Já o Operário do técnico Matheus Costa sofre com muitas oscilações e desfalques no campeonato até aqui, mas vem embalado pela vitória por 1 a 0 sobre o Remo como visitante na rodada passada e com a vitória ficaria a apenas 2 pontos do G4. São quatro vitórias, um empate e cinco derrotas nos últimos 10 jogos, além de 11 jogadores no departamento médico, entre eles, o meia Leandrinho, de fora do restante da temporada com uma lesão grave no joelho. Assim, com suas opções limitadas por uma onda de reveses, Matheus Costa deve manter a escalação do jogo contra o Remo. A única mudança possível é a volta do lateral-esquerdo Djalma Silva, que não jogou as últimas duas partidas.

Matérias Relacionadas