Emocionado, Messi se despede do Barcelona e despista sobre suposta contratação pelo PSG, de Neymar

O agora ex-camisa 10 do clube catalão chorou algumas vezes durante a coletiva concedida nesse domingo para falar sobre a saída e perspectivas futuras

Escrito por Redação 08/08/2021 15:42, atualizado em 08/08/2021 16:29
Argentino disse não saber para onde irá, mas admitiu estar conversando com PSG
Argentino disse não saber para onde irá, mas admitiu estar conversando com PSG . Foto: Divulgação

Acabou em lágrimas e muita emoção um dos 'casamentos' mais duradouros do futebol mundial. Nitidamente emocionado, o maior ídolo da história do Barcelona, Lionel Messi, veio a público, em entrevista coletiva, nesse domingo (7h) para falar pela primeira vez sobre o adeus ao clube catalão. O astro quis também esclarecer a 'novela' que envolveu o longo processo de negociação para renovação contratual — agora frustrado.

"No ano passado, quando estourou a bagunça do burofax, eu estava (preparado), eu sabia o que tinha a dizer. Mas este ano não. Já tinha convencido a minha família que iríamos continuar, era o que mais queríamos. Nós sempre colocamos nossa vida em primeiro lugar aqui, mas hoje eu tenho que dizer adeus a isso. Depois de muitos anos, cheguei aos 13... depois de 21, vou embora com minha esposa, meus três filhos catalão-argentinos. E não posso estar mais orgulhoso do que fiz", iniciou Messi.

Visivelmente emocionado, o argentino chorou algumas vezes durante a entrevista, principalmente quando declarava o que sentia em relação ao Barcelona, "Sempre dei tudo por esse clube, por essa camisa. Do primeiro dia ao último e saio mais do que satisfeito. Eu teria gostado de dizer adeus de uma forma diferente. Gostaria de me despedir das pessoas, no campo, para ouvir uma última ovação. Eu sentia muita falta do público nesta época de pandemia", completou o agora ex-camisa 10 do Barcelona.

Na última sexta-feira, o presidente Joan Laporta concedeu uma coletiva para indicar os motivos que impediram que o clube conseguisse assegurar um novo vínculo com o astro. Segundo o clube, obstáculos econômicos e estruturais impediram a assinatura de um novo vínculo de Messi, que teve o último contrato encerrado no dia 30 de junho.

Segundo Laporta, o meia-atacante foi muito solícito durante as negociações e aceitou reduzir seus vencimentos, mas mesmo assim não foi possível um acordo. O argentino confirmou o ocorrido na coletiva.

— O clube tem uma dívida muito grande e não quer endividar-se mais. Estava tudo acertado. Tínhamos tudo combinado. Fiz todo o possível. O clube disse que não podia ser devido a um problema com a La Liga, mas ouvi muitas coisas sobre as razões pelas quais não continuei. No ano passado não queria ficar, mas este ano fique", enfatizou. .

De acordo com a imprensa europeia, o craque argentino pode assinar em breve com o Paris Saint-Germain, que está confiante na sua contratação. Os valores oferecidos ao camisa 10, inclusive, podem superar os vencimentos de Neymar, que atualmente é dono do maior salário do elenco parisiense. Se for para a França, o argentino receberá no PSG um salário que ronda os 35 milhões (R$ 215,4 milhões) a 40 milhões de euros (R$ 246,2 milhões) por temporada.

Messi, por enquanto, deu a entender que o seu futuro ainda estaria em aberto, talvez como forma de saber se alguma outra proposta será melhor que a do PSG "O PSG é uma possibilidade, mas neste momento não tenho nada com ninguém. Quando saiu o comunicado, recebi várias ligações de clubes interessados. Ainda não há nada fechado, mas estamos conversando", declarou.

Argentino disse não saber para onde irá, mas admitiu estar conversando com PSG
Argentino disse não saber para onde irá, mas admitiu estar conversando com PSG | Foto: Divulgação
 



Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas