Brasil fecha as Olimpíadas de Tóquio com a melhor colocação da história dos jogos

Com sete ouros, seis pratas e oito bronzes, o país ficou em 12º lugar entre países participantes, subindo um ponto em relação a Rio 2016. Boxeadora Bia Ferreira e meninas do volei não venceram mas trouxeram medalhas

Escrito por Redação 08/08/2021 07:50, atualizado em 08/08/2021 08:30
No Futebol masculino, seleção conquistou segundo ouro consecutivo
No Futebol masculino, seleção conquistou segundo ouro consecutivo . Foto: Divulgação/COB

O Brasil encerrou a participação nas Olimpíadas de Tóquio, neste domingo (8) com a melhor posição da história no quadro de medalhas. Com sete ouros, seis pratas e oito bronzes (21 medalhas no total), o país ficou no 12º posto nos Jogos Olímpicos dos Japão, subindo uma colocação em relação à Rio 2016. Também houve evolução em relação aos jogos no Brasil em relação ao número de pódios: em 2021, nossos atletas estiveram lá por 21 vezes, superando as 19 vezes em 2016.  Esperanças de aumentar ainda mais a relação de ouros, a boxeadora Bia Ferreira e as meninas do volei não venceram,  mas contribuíram para a totalização das medalhas de prata.

Dessa forma, o Brasil acabou superado pelo Canadá, que conquistou um ouro no ciclismo. Só que as as pratas foram o suficiente para a delegação brasileira passar a Nova Zelândia e manter o 12º posto. No ranking pelo número total de medalhas, o Brasil também foi o 12º colocado com 21 medalhas, três a menos que o Canadá, mas uma a mais que Hungria, Nova Zelândia e Coreia do Sul.

Os Estados Unidos, com 113 medalhas (39 ouros, 41 pratas e 33 bronzes) ficaram em primeiro, seguidos pela China (38/32/18) e os anfitriões japoneses (27/14/17) entre os 104 países participantes. Tadjiquistão, Cingapura, Argélia Burundi, Niger, Trinidad Tobago e Emirados Árabes ocuparam as últimas colocações e voltam para casa sem nenhuma medalha. 

Participação brasieira - No número de medalhas, os grandes responsáveis pela melhora de desempenho do Brasil foram a entrada dos novos esportes (surfe e skate), que não estavam no programa da Rio 2016, e a melhora do desempenho das mulheres, que foram ao pódio nove vezes em Tóquio, contra apenas cinco na última edição do evento

Bia Ferreira perde por pontos e é prata no boxe

 

Bia Ferreira perdeu por pontos
Bia Ferreira perdeu por pontos | Foto: Divulgação COB
 

A brasileira Beatriz Ferreira, campeã mundial de 2019, perdeu, neste domingo, para a irlandesa Kellie Harrington, ouro no Mundial de 2018, por decisão unânime dos juízes e conquistou a medalha de prata nas Olimpíadas de Tóquio na categoria até 60kg do boxe.

"Saí do Brasil com a meta de conseguir a mãe de todas. Tentei mudar de cor, mas não consegui. Vou continuar trabalhando para que ela mude. Claro que o objetivo era o ouro, o ouro não veio, mas estou contente com essa aqui. Sou medalhista olímpica, é para poucas. (...) Acredito que representei bem, não foi o ouro, mas foi a medalha de prata com sabor de ouro",  disse Bia logo após colocar a medalha no peito, e prometeu que estará em Paris-2024: “Tá logo ali. Aguardem”.

Volei não supera EUA e também fica com a prata 

Depois de 'baterem na trave' duas vezes, americanas venceram brasileiras no violei
Depois de 'baterem na trave' duas vezes, americanas venceram brasileiras no violei | Foto: Divulgação
 

O Brasil perdeu para os Estados Unidos na final do vôlei feminino dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Tensas e sentindo o peso da decisão, as brasileiras não conseguiram encontrar o seu jogo e foram presas fáceis para as norte-americanas que, ao contrário, jogaram soltas, e com confiança,  vencendo por fáceis 3 sets a 0 – parciais de 25-21, 25-20, 25-14 -, na madrugada deste domingo.

Os Estados Unidos conquistam o ouro depois de baterem na trave duas vezes, com duas derrotas para o Brasil na decisão em Pequim-2008 e em Londres-2012. O jogo foi ruim. Não há dúvidas. No entanto, o resultado final foi satisfatório.Drews marcou 15 pontos e Bartsch-Hackley com 14 pontos cada. Pelo Brasil, Fê Garay pontuou 11 vezes e Gabi, 10. A Sérvia, que derrotou a Coreia do Sul também por 3 a 0, na abertura da rodada, completa o pódio em Tóquio.

/No Futebol masculino, seleção conquistou segundo ouro consecutivo
No Futebol masculino, seleção conquistou segundo ouro consecutivo . Foto por Divulgação/COB
/Bia Ferreira perdeu por pontos
Bia Ferreira perdeu por pontos. Foto por Divulgação COB
/Depois de 'baterem na trave' duas vezes, americanas venceram brasileiras no violei
Depois de 'baterem na trave' duas vezes, americanas venceram brasileiras no violei . Foto por Divulgação

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas