Gabriel Medina vai ficar de fora da última etapa do Mundial de Surfe porque não se vacinou contra Covid-19

O surfista lidera o campeonato com 46.720 pontos

Escrito por Redação 05/08/2021 16:21, atualizado em 05/08/2021 17:07
Comitê Olímpico Brasileiro disponibilizou vacinas para atletas que disputaram Olímpiadas
Comitê Olímpico Brasileiro disponibilizou vacinas para atletas que disputaram Olímpiadas . Foto: Reprodução/Instagram

Gabriel Medina explicou em uma live nas redes sociais que vai ficar de fora da última etapa do Mundial de Surfe em Teahupoo, no Taiti. O motivo é porque o surfista não se vacinou contra a Covid-19.

Por não ter tomado a vacina, ele precisaria cumprir 10 dias de quarentena depois da etapa do México, o que não será possível já que a janela de disputa no México será entre os dias 10 e 19 de agosto; e a de Teahupoo, entre os dias 24 de agosto e 3 de setembro.

“Eu não vou para Teahupoo porque eu não tomei a vacina e aí tem que fazer 10 dias de quarentena. Aí não dá tempo de ir do México, que é uma seguida da outra. Aí vou ser obrigado a não ir. Sacanagem. Mas de boa. Eu posso descartar uma etapa, então está de boa ", disse.

Apesar de perder a etapa, o atleta está tranquilo, já que ele ainda tem grandes chances de conquistar o tricampeonato mundial. O torneio, que já teve seis etapas, é liderado por Medina, que tem 46.720 pontos. O segundo lugar é ocupado por Ítalo, que conseguiu a medalha de ouro nas Olimpíadas de Tóquio. No mundial, Ítalo tem 33.555.

Medina já poderia ter tomado a vacina contra a Covid-19. O Comitê Olímpico Brasileiro disponibilizou vacinas para todos os atletas que, assim como ele, disputaram as Olímpiadas em Tóquio. A decisão de tomar ou não a vacina cabia a cada atleta. 

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas