Dois times do Brasil avançam para as oitavas de final do vôlei de praia nas Olimpíadas

A classificação ocorreu tanto no vôlei masculino quanto no feminino

Escrito por Redação 30/07/2021 08:04, atualizado em 30/07/2021 09:34
As duas parcerias aguardam a definição dos seus adversários, que serão conhecidos nesta sexta-feira
As duas parcerias aguardam a definição dos seus adversários, que serão conhecidos nesta sexta-feira . Foto: Divulgação/Júlio Cesar Guimarães/COB

O Brasil classificou suas duas primeiras duplas para as oitavas de final do vôlei de praia nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020. Na noite desta quinta-feira no Japão (manhã no Brasil), Alison e Álvaro Filho e Agatha e Duda venceram suas últimas partidas na fase de grupos e seguem na disputa por medalhas. As duas parcerias aguardam a definição dos seus adversários, que serão conhecidos nesta sexta-feira.

Agatha e Duda foram as primeiras a entrarem em quadra nesta quinta-feira. As brasileiras derrotaram as canadenses Heather Bansley e Brandie Wilkerson, por 2 sets a 0, parciais de 21-18 e 21-18, em 43 minutos. Com o resultado, a dupla se classificou na segunda posição no Grupo C, com 5 pontos.

“Estávamos concentradas de forma exagerada nos dois primeiros jogos e isso trava o jogo. E nosso estilo é muito alegre, colocamos muita emoção, nos comunicamos muito. Hoje conseguimos equilibrar melhor. O ser humano é emoção pura, conseguir esse equilíbrio não é fácil. O legal é que nosso esporte dá a oportunidade de ir descobrindo o seu caminho. Espero que a cada jogo nós estejamos cada vez melhor”, disse Agatha.

No outro jogo da noite, Alison e Álvaro Filho venceram os holandeses Alexander Brouwer e Robert Meeuwsen, por 2 sets a 0, parciais de 21-14 e 24-22, em 44 minutos. A vitória classificou a dupla brasileira na primeira posição no Grupo D, com 5 pontos.

“Nosso grupo era o da morte, saímos do Brasil sabendo disso. Olimpíada é isso. Não conhecíamos o time da Argentina. No segundo jogo, faltou a intensidade de hoje. Temos muita humildade de reconhecer isso e nos avaliarmos. Isso que faz um atleta campeão. Tivemos muita dificuldade no jogo, mas hoje nossa postura foi diferente. Passar em primeiro é sempre bom, mas agora são os 16 melhores, um grupo seleto. Quem vier, temos de ter a concentração que tivemos hoje”, afirmou Alison.

Fonte: Comitê Olímpico do Brasil

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas