Presidente do Flamengo é denunciado pelo MPF por rombo de R$ 100 milhões

Ele e outros empresários foram denunciados na operação Greenfield

Escrito por Redação 28/07/2021 14:08, atualizado em 28/07/2021 14:55
Ele também teria enviado indevidamente recursos ao exterior
Ele também teria enviado indevidamente recursos ao exterior . Foto: Divulgação/Flamengo

O Ministério Público Federal denunciou o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, por gestão fraudulenta e envio indevido de recursos. O presidente, juntamente de representantes das empresas Mare e Mantiq, são acusados de terem lesado os fundos de pensão Funcef, Petros e Previ. As informações são do Uol.

Além de Landim, outros denunciados durante a operação Greenfield são: Nelson José Guitti Guimarães, Demian Fiocca, Geoffrey David Cleaver e Gustavo Henrique Lins Peixoto. De acordo com a denúncia, o fundo gerido pelos executivos, o FIP Brasil Petróleo 1, remeteu dinheiro para o exterior, o que é uma prática proibida pelo regulamento do FIP.

O rombo estimado no fundo é de R$ 100 milhões, de acordo com o MPF. Segundo o órgão, a empresa americana Deepflex teria sido utilizada na operação. O dinheiro que teria sido enviado para a empresa no exterior sumiu após a companhia falir. 

A manobra feita para viabilizar a suposta irregularidade foi a criação das empresas Brasil Petróleo e Participações SA e Deepflex do Brasil. As duas empresas teriam sido utilizadas como fachada, com o intuito de aplicar na Deepflex.t O recurso teria sido utilizado por empresas brasileiras, que enviavam para o exterior.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas