Ciep em São Gonçalo receberá exposição sobre os Jogos Olímpicos

O evento ocorrerá no início do próximo mês

Escrito por Ana Carolina Moraes 28/07/2021 10:50, atualizado em 28/07/2021 11:07
O gonçalense coleciona itens das Olimpíadas desde 2007
O gonçalense coleciona itens das Olimpíadas desde 2007 . Foto: Arquivo pessoal

No próximo dia 10 de agosto, alunos do Centro Integrado de Educação Pública (Ciep) 411 Municipalizado Doutor Armando Leão Ferreira, comumente conhecido como Brizolão, localizado no Engenho Pequeno, no município de São Gonçalo, poderão conhecer mais da história dos Jogos Olímpicos. A exposição 'Percusos Olímpicos dos Jogos de verão 1896 a Tokyo 2020', que terá início a partir das 8h e se estenderá até às 15h do mesmo dia, é uma iniciativa do turismólogo e estudante de história Felipe Ramos, de 34 anos, que possui uma coleção de objetos das Olimpíadas.

A ideia de Felipe com o evento é compartilhar um pouco de sua paixão olímpica com os jovens desse colégio. Ele, que coleciona itens dos Jogos Olímpicos desde 2007, apresentará itens desse seu acervo pessoal no evento. "Eu comecei a me tornar colecionador por causa do meu pai, já que ele compartilhou comigo o seu amor por mangás, aquelas revistas japoneses que são de trás para frente. Depois, eu comecei a me ligar aos jogos Pan-Americanos de 2007 e resolvi começar a colecionar itens. A partir daí, passei a colecionar itens das Olimpíadas e, em 2016, estive como voluntário nos Jogos Olímpicos do Rio. Minha coleção, então, só aumentou e eu passei a conhecer atletas e amigos que me ajudaram a colecionar mais itens", disse ele. 

O gonçalense coleciona itens das Olimpíadas desde 2007
O gonçalense coleciona itens das Olimpíadas desde 2007 | Foto: Arquivo pessoal
 

Hoje, Felipe possui diversos itens. Destes, cerca de 50 serão exibidos na exposição que ocorrerá em agosto no Brizolão. Dentre os itens que serão exibidos no evento estão: bolas autografadas, itens usados por atletas, selos que são desde as Olimpíadas de 1896, moedas e medalhas. "Eu não queria que esse material ficasse adormecido na minha casa, eu acho egoísta quando um colecionador guarda o seu acervo apenas para si mesmo. Eu queria expor! Então, pensei em fazer isso nas escolas de São Gonçalo e, como eu já tinha feito trabalho voluntário no Ciep 411, pensei em expor lá e eles aceitaram. Minha ideia é relacionar as Olimpíadas com a pandemia, mostrar os bastidores dos Jogos para as crianças e o meu contato com atletas de diversas categorias. Quero mostrar também atletas de periferia que chegaram até os Jogos de hoje. Vale reforçar também a importância do trabalho voluntário nesses tempos de Covid-19, pois, sem isso, sem as doações, muitas pessoas não teriam sobrevivido.  Então, a exposição é um trabalho voluntário meu para incentivar as crianças a conhecerem os esportes", disse Felipe.

Na exposição de Felipe, também haverá a presença da atleta Eleonora Mendonça, que foi uma das pioneiras no maratonismo nas Olimpíadas. Ela esteve nas Olimpíadas de 1984, que ocorreu em Los Angeles. 

Uma atleta olímpica também participará do evento
Uma atleta olímpica também participará do evento | Foto: Divulgação
 

"O objetivo para mim é compartilhar o meu aprendizado, já que eu também aprendo muito com as minhas coleções. É uma satisfação compartilhar o que aprendi com o município no qual nasci e reforçar os princípios das Olimpíadas aqui, que incluem respeito, amizade e diversidade", finalizou Felipe.

O turismólogo pretende ainda realizar novas exposições em outras escolas de São Gonçalo, mas ainda não há um planejamento finalizado sobre o tema.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas