Vôlei: retrospecto do Brasil na última rodada da Olimpíada

Masculino e Feminino mantiveram invencibilidade na quadra

Escrito por Redação 27/07/2021 16:05, atualizado em 27/07/2021 16:51
Evandro e Bruno Schmidt
Evandro e Bruno Schmidt . Foto: Divulgação

Atletas brasileiros entraram em quadra nesta terça-feira (27) para disputar as fases preliminares do vôlei (feminino) e do vôlei de praia (feminino e masculino) na Olimpíada de Tóquio 2020.

Vôlei Masculino

A seleção masculina de vôlei venceu sua segunda partida seguida, em confronto contra a Argentina na manhã desta segunda-feira (26). A disputa foi decidida no 5º set e terminou 3 sets a 2 para o Brasil. A equipe do treinador Renan Dal Zotto perdeu os dois primeiros sets por 19 a 25 e 21 a 25, respectivamente, e teve que correr atrás do resultado.

No 3º set a equipe argentina perdeu um pouco da intensidade que mostrou nas duas primeiras etapas e cedeu espaço para o Brasil que venceu com conforto por 25 a 16. O quarto set foi mais equilibrado e, apesar dos argentinos terem aberto uma vantagem de 12 a 6 ainda no começo, terminou 25 a 21, com garantia do tie-break para os brasileiros. A virada heróica da seleção brasileira veio após um erro de ataque do argentino Ezequiel Palacios, que cortou a última bola do jogo para fora e viu o Brasil confirmar a vitória por 16 a 14 no tie-break.

Com o resultado, a seleção empatou em número de vitórias com o Comitê Olímpico Russo, líderes do grupo B, e tem sua classificação à próxima fase bem encaminhada. O próximo confronto da equipe acontece nesta quarta-feira (28) às 9h45 contra os próprios russo e vale a liderança do grupo.

Vôlei Feminino

À exemplo do masculino, as atletas do feminino também conquistaram nesta terça-feira (27) sua segunda vitória seguida na competição e empataram em número de vitórias com as líderes do Grupo A. O confronto contra a República Dominicana acabou 3 sets a 2 para as brasileiras, que contaram com uma atuação espetacular da ponteira Fernanda Garay, maior pontuadora da partida com 26 pontos.

As dominicanas saíram na frente após vencerem um primeiro set acirrado por 25 a 22, mas perderam o foco e viram o Brasil vencer com certa tranquilidade as duas parciais seguintes por 25 a 17 e 25 a 13, respectivamente. As adversárias conseguiram buscar o empate e venceram a etapa seguinte por 25 a 23, levando a decisão para o tie-break onde, finalmente, o jogo da equipe de José Roberto Guimarães conseguiu se impor. O 5º set começou disputado e chegou a estar 10 a 10, mas as brasileiras deslancharam na frente no final e venceram por 15 a 12.

A vitória da equipe foi dedicada à veterana Carol Gattaz, que completou 40 anos nesta terça-feira (27). O próximo confronto será contra a Sérvia neste sábado (31) às 4h25. O jogo contra as líderes do grupo, que ainda não perderam nenhum set sequer, decide a liderança da chave.

Vôlei de Praia

As disputas na areia começaram ainda na madrugada desta terça-feira (27), com Alison Cerutti e Álvaro Filho. Os brasileiros enfrentaram a dupla americana composta por Lucena e Dalhausser debaixo de chuva e foram derrotados por 2 sets a 1. O confronto válido pela segunda rodada do grupo D foi extremamente equilibrado, mas erros bobos custaram a vitória à dupla. Os brasileiros fizeram 20 a 18 e tiveram 2 oportunidades de fechar o primeiro set, mas entregaram o resultado para os americanos que viraram o jogo, vencendo a parcial por 24 a 22. Na segunda etapa a história se repetiu, a dupla brasileira chegou a ter uma vantagem de 5 pontos sobre os adversários, mas teve dificuldades em fechar o set. Os americanos capitalizaram e diminuíram a diferença, mas Álvaro cortou forte para fazer 21 a 19 e levar a decisão para o tie-break. O Brasil não conseguiu forçar o saque na última etapa e com recepções tranquilas a dupla americana começou melhor, fazendo 12 a 7. Alison e Álvaro venceram 4 rallys seguidos e chegaram a encostar nos adversários, mas não foi o suficiente. Os EUA venceram por 15 a 13.

Em seguida, foi a vez de Evandro e Bruno Schmidt entrarem em quadra pelo grupo E. A dupla confirmou o favoritismo e venceu os marroquinos Abicha e Elgraoui por 2 sets a 0, mantendo 100% de aproveitamento na competição. Os brasileiros controlaram a partida e venceram as duas parciais com tranquilidade, por 21 a 14 e 21 a 16 respectivamente. O próximo desafio da equipe será contra os cabeças de chave Bryl e Fijalek, da Polônia, nesta sexta-feira (30) às 9h.

O terceiro confronto do dia foi pelo feminino. Ágatha e Duda enfrentaram as chinesas Wang e Xia e perderam por 2 sets a 0 (18 a 21 e 14 a 21). A partida foi marcada por uma atuação exemplar das atletas da China, que cometeram pouquíssimos erros, saindo na frente nos dois sets e controlando bem o placar para ficar com a vitória e a liderança do grupo C. A situação da chave ainda não está definida e as brasileiras podem garantir a segunda colocação se vencerem a dupla canadense na próxima quinta-feira (29).

Às 23h Ana Patrícia e Rebecca enfrentam as atletas Graudina e Kravcenoka, da Letônia, pelo grupo D. A dupla brasileira vêm embalada pela vitória por 2 sets a 0 sobre o Quênia nesta segunda-feira (26) e pode assumir a liderança da chave caso vença.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas