Em reedição da última final olímpica, Brasil vence a Alemanha por 4 a 2

Richarlyson marcou 3, Matheus Cunha perdeu pênalti e Paulinho fechou o caixão

Escrito por Redação 22/07/2021 12:53, atualizado em 22/07/2021 13:40
Brasil 4 x 2 Alemanha
Brasil 4 x 2 Alemanha . Foto: Divulgação Agência Brasil

Em reedição da última final dos jogos olímpicos, a seleção masculina de futebol estreou na manhã desta quinta-feira (22) com uma vitória de 4 a 2 sobre a Alemanha. O próximo confronto da equipe comandada por André Jardine será contra a Costa do Marfim no domingo (25).

Contrariando as expectativas a seleção deixou seu convencional 4-3-3 e veio a campo em um 4-4-2 com uma dupla de ataque composta por Richarlyson e Matheus Cunha. A amarelinha dominou o primeiro tempo, abrindo o placar logo aos 6 minutos de jogo, com gol do Pombo, como é conhecido Richarlyson. No lance, o capitão Daniel Alves cobrou um lateral longo para o atacante Matheus Cunha que, mesmo cercado por 3 jogadores da seleção adversária, conseguiu proteger a bola e esperar a aproximação de Anthony. O ponta do Ajax da Holanda enfiou uma bela bola para Richarlyson deixando ele na cara do gol. O camisa 10 da seleção bateu forte e teve o gol barrado pelo goleiro Muller, mas aproveitou o rebote para abrir o placar.

O Pombo marcou mais 2 no primeiro tempo, deixando o primeiro hat-trick de sua carreira. O segundo veio de cabeça aos 21 minutos de jogo, após cruzamento do lateral Arana, que recebeu livre na esquerda a enfiada do meia Claudinho e deixou o atacante em boa condição para finalizar. Richarlyson voltou a marcar aos 29, quando fez o facão vindo da ponta-esquerda para receber bom passe de Cunha, cortou para a perna direita e bateu colocado no canto esquerdo de Muller.

Já nos acréscimos, após bola levantada na área por Dani Alves, o lateral-direito da seleção alemã, Benjamin Henrichs botou a mão na bola e o juiz marcou pênalti. A penalidade foi cobrada por Matheus Cunha que bateu forte e no canto, mas foi parado pelo goleiro alemão.

No segundo tempo, o Brasil entrou em campo seguro da vitória e acabou diminuindo o ritmo. A etapa começou com Antony, Matheus Cunha e Claudinho criando e desperdiçando boas chances de gol, mas aos 11 minutos a Alemanha conseguiu descontar em um chute de fora da área do meia Amiri. O chute de trivela do alemão pegou efeito e surpreendeu o goleiro Santos, que foi enganado pelo quique da bola e falhou ao tentar fazer a defesa.

Após sofrer o primeiro gol, a seleção acordou para o jogo e voltou a pressionar os adversários. O meia Maximilian Arnold, capitão da Alemanha, recebeu o 2º amarelo e foi expulso aos 17 do segundo tempo após deixar a perna em dividida com Daniel Alves. Mesmo com um a menos, os alemães não "jogaram a toalha”. Após cobrança de falta curta no meio campo, a bola foi aberta para a esquerda e cruzada na área. O atacante Ragnar Ache, do Eintracht Frankfurt da Alemanha, subiu nas costas do zagueiro brasileiro Diego Carlos e cabeceou firme para tirar do goleiro Santos.

Já ao final da partida, o ponta Paulinho, que entrou aos 29 da segunda etapa, recebeu em velocidade pela esquerda, cortou para dentro e bateu no ângulo para sacramentar a vitória brasileira ao 48º minuto de jogo. Em publicação no Instagram feita nesta terça-feira (20) o jogador da seleção postou uma foto com a camisa da seleção brasileira e a legenda “Que Exu Ilumine o Brasil”. O ex-Vasco é filho de Oxóssi e tem repercutido positivamente nas redes sociais pela militância a favor das religiões de matriz africana.

O próximo confronto da equipe de Jardine será no domingo (25) às 5h30 contra a seleção da Costa do Marfim. A equipe africana venceu a Arábia Saudita por 2 a 1 também nesta quinta (22), pela partida de abertura do grupo D.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas