Empresário enxerga Robinho como vítima em condenação de estupro e afirma: 'Ela foi safadinha'

Jogador foi sentenciado a nove anos de prisão

Escrito por Redação 08/04/2021 12:17, atualizado em 08/04/2021 15:00
Crime ocorreu em janeiro de 2013
Crime ocorreu em janeiro de 2013 . Foto: Reprodução Twitter

O agente Wagner Ribeiro, que levou Robinho para o futebol da Europa, defendeu o jogador acerca da condenação por estupro de uma mulher albanesa, quando atuava pelo Milan, da Itália. O empresário afirmou que sabia da realidade dos atletas brasileiros e do sucesso que faziam com as mulheres.

"Eu sei que o Robinho não teve culpa. Convivi com jogadores como Ronaldo, Roberto Carlos, Beckham, Júlio Baptista e Robinho, é claro, e eles nunca precisaram de dinheiro ou de forçar relação com ninguém. As mulheres maravilhosas faziam fila para ficar com eles", afirmou em entrevista ao "UOL".

Analisando o crime que culminou na condenação do jogador a nove anos de prisão, o empresário colocou a culpa na vítima e inocentou Robinho.

"Lógico. Ele foi assediado. Ela foi safadinha e ficou com ele e mais quatro ou cinco. Muitas mulheres vinham de países pobres como Albânia e Ucrânia e chegavam na Europa para fazer a vida. Foi consensual. Ele tem 37 anos e poderia ainda jogar, mas os patrocinadores exigiram que o Santos não mantivesse o contrato que nem tinha sido assinado. Uma sacanagem com ele", comentou.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas