Após 20 anos, Palmeiras conquista novamente a Libertadores da América

Com gol do herói improvável Breno Lopes aos 53 minutos da etapa final, o Alviverde fez 1 a 0 no Santos no Maracanã

Escrito por Redação 31/01/2021 09:00, atualizado em 30/01/2021 20:41
. Foto: Divulgação

* Por O São Gonçalo e Agência Brasil  


O Palmeiras é bicampeão da Libertadores. Com um gol do herói improvável Breno Lopes aos 53 minutos da etapa final, o Alviverde fez 1 a 0 no Santos na decisão disputada na tarde deste sábado (30), no Maracanã. Num truncado e com raríssimas chances de gol, a final tipicamente paulista no 'coração' do futebol do Rio de Janeiro não teve apenas emoção e futebol, mas também cenas explícitas de desrespeito flagrante às recomendações das autoridades sanitárias para a prevenção a covid-19. 


Ao contrário de todas as partidas de campeonatos de futebol que estão ocorrendo no Brasil, foi permitida a entrada de oito mil pessoas no estádio, sendo que a maioria não respeitou as normas de isolamento, torcendo sem máscara e próximas umas das outras. O Técnico Cuca, do Santos, após ser expulso em confusão envolvendo atletas das duas equipes no gramado, deixou o campo e correu riscos, ao assistir o jogo junto com torcedores nas arquibancadas. Que na Libertadores desse ano, as equipes e  torcedores possam estar em estádios, vacinados, e que s pandemia que assola o mundo desde o ano passado fique em segundo plano.    


O jogo 


O primeiro tempo da grande decisão foi marcada por muito equilíbrio. Cuca, técnico do Santos, apostou em uma equipe mais marcadora com Sandry reforçando o meio. Mesmo assim, foi o Peixe que começou ameaçando mais. A primeira finalização foi do lateral Pará. Só que, logo na sequência, o Palmeiras já equilibrou o jogo. Teve uma chance com Rony, outra com Gómez de cabeça. A partida seguiu muito disputada no meio de campo, até os 36 minutos. Foi aí que o lateral-direito Marcos Rocha achou o meia Raphael Veiga na área. Ele bateu, mas a bola passou perto. Logo depois, Marinho quase abriu o placar para o Santos.


Na volta do intervalo, aos dois minutos, o centroavante Luiz Adriano ficou cara a cara com o goleiro John do Santos. Mas a jogada foi anulada por impedimento. Cinco minutos depois, Gabriel Menino cruzou na área e por muito pouco o atacante Rony não tocou na bola para marcar o gol do Verdão. Aos 13 foi a vez do Santos ameaçar. Soteldo rolou para Marinho. Ele cruzou na área e o zagueiro Lucas Veríssimo, sozinho, desviou para fora perdendo grande chance.


Aos 18, o meia Raphael Veiga bateu forte de fora da área. A bola bateu na rede do Santos, mas pelo lado de fora. Aos 31, o Santos teve as melhores chances. Pituca bateu forte da entrada da área e o goleiro Weverton salvou. Na sequência, Felipe Jonatan mandou uma bomba de muito longe e a bola raspou a trave esquerda do gol palmeirense.


Aos 50 aconteceu um lance que mudou o destino do jogo. Cuca, técnico do Santos, acabou se enrolando com o lateral-direito Marcos Rocha fora do campo e recebeu o cartão vermelho. Depois de muita reclamação, o jogo recomeçou e o atacante Rony, pela direita, colocou a bola na cabeça do Breno Lopes.


Na segunda trave, o centroavante ganhou o lateral Pará e encobriu o goleiro John com um belo toque de cabeça no canto esquerdo. Quis o destino que um atleta anunciado pelo Palmeiras no dia 10 de novembro vindo do Juventude de Caxias do Sul marcasse o gol do título. Depois o Maracanã foi tomado por muita festa dos palmeirenses e muita lamentação dos santistas.


Agora as atenções palmeirenses se voltam para o Mundial de clubes. A competição já começa na próxima quinta-feira (04.02). O primeiro jogo do Palmeiras será no domingo (07) contra o vencedor de Tigres do México e Ulsan Hyundai do Catar. A decisão do terceiro lugar e a grande final estão marcadas para quinta-feira (11).

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas