Eduardo Paes recua e anuncia que vai revogar volta de público aos estádios

Resolução do Diário Oficial desta quarta-feira (13) liberava o retorno dos torcedores aos estádios

Escrito por Redação 13/01/2021 09:55, atualizado em 13/01/2021 11:20
Maracanã estará sem público para a final da Libertadores 2020
Maracanã estará sem público para a final da Libertadores 2020 . Foto: Divulgação/Secretaria de Cultura RJ

Nesta quarta-feira (13), a presença do público nos estádios cariocas havia sido liberada em publicação do Diário Oficial do Município, após resolução das secretarias estadual e municipal de Saúde. No entanto, pouco tempo depois, o prefeito Eduardo Paes voltou atrás e revogou a decisão.

De acordo com o texto do Diário Oficial, o retorno dos torcedores ao estádio seria com restrição da capacidade nas arquibancadas e envolveria a classificação do risco de covid-19 na região. Locais com risco moderado de contágio poderiam funcionar com 20% da capacidade do estabelecimento, enquanto que os estádios localizados em regiões de alto risco de contágio seriam reservados para 10% do público.

No Twitter, Paes comentou sobre a iniciativa de voltar atrás na liberação de torcida nos estádios.

"A decisão de liberar os estádios com uma ocupação mínima de 1/10 está correta tecnicamente de acordo com nossa secretaria de saúde. No entanto, obviamente trata-se de medida quase impossível de ser fiscalizada. A medida será revogada. Mínima* não! Máxima!", escreveu o prefeito.

Dezoito bairros do município se encontram no estágio de risco alto, entre eles o Maracanã. Nesse caso, o estádio funcionaria com uma capacidade de cerca de 8 mil pessoas do total de 78 mil. Vale lembrar que o 'Maior do Mundo' será o palco da final da Libertadores 2020, no dia 30 de janeiro.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas