Ex-carteiro lança livro sobre Itaboraí e mais; veja destaques do 'Entre Letras'

Coluna semanal de Cyntia Fonseca

Escrito por Redação 25/01/2018 13:24, atualizado em 25/01/2018 13:23
‘Submersão’
Uma história delicada, reflexiva e até romântica. É como é definido o romance “Submersão”, que deu origem ao filme homônimo estrelado pelo astro escocês James McAvoy e a sueca Alicia Vikander. Escrito por J.M. Ledgard, o livro apresenta vidas bastante peculiares: o espião James More preso por jihadistas num lugar tão sem lei que o caos é a única norma; e a cientista Danny Finders, que visita a região mais remota do planeta. Os dois amantes são mestres em se fechar em si mesmos e, ao mesmo tempo, desvendar mais um do outro. O lançamento no Brasil é pela editora Record.
‘Submersão’ Uma história delicada, reflexiva e até romântica. É como é definido o romance “Submersão”, que deu origem ao filme homônimo estrelado pelo astro escocês James McAvoy e a sueca Alicia Vikander. Escrito por J.M. Ledgard, o livro apresenta vidas bastante peculiares: o espião James More preso por jihadistas num lugar tão sem lei que o caos é a única norma; e a cientista Danny Finders, que visita a região mais remota do planeta. Os dois amantes são mestres em se fechar em si mesmos e, ao mesmo tempo, desvendar mais um do outro. O lançamento no Brasil é pela editora Record. . Foto: Divulgação







‘Submersão’
Uma história delicada, reflexiva e até romântica. É como é definido o romance “Submersão”, que deu origem ao filme homônimo estrelado pelo astro escocês James McAvoy e a sueca Alicia Vikander. Escrito por J.M. Ledgard, o livro apresenta vidas bastante peculiares: o espião James More preso por jihadistas num lugar tão sem lei que o caos é a única norma; e a cientista Danny Finders, que visita a região mais remota do planeta. Os dois amantes são mestres em se fechar em si mesmos e, ao mesmo tempo, desvendar mais um do outro. O lançamento no Brasil é pela editora Record.
‘Submersão’ Uma história delicada, reflexiva e até romântica. É como é definido o romance “Submersão”, que deu origem ao filme homônimo estrelado pelo astro escocês James McAvoy e a sueca Alicia Vikander. Escrito por J.M. Ledgard, o livro apresenta vidas bastante peculiares: o espião James More preso por jihadistas num lugar tão sem lei que o caos é a única norma; e a cientista Danny Finders, que visita a região mais remota do planeta. Os dois amantes são mestres em se fechar em si mesmos e, ao mesmo tempo, desvendar mais um do outro. O lançamento no Brasil é pela editora Record.. Foto por Divulgação
Ex-carteiro lança livro sobre Itaboraí
Nilson Martins lança, hoje, seu primeiro livro de ficção “Uns caras de Itaboraí”, às 19h, na Casa Heloísa Alberto Torres, no Centro de Itaboraí. Nascido em Belford Roxo, mas morador de Itaboraí há vários anos, ele ainda trabalha como atendente comercial dos Correios na cidade, mas realiza um dos seus grandes sonhos: ser escritor. “A proposta do livro é falar de pessoas comuns de qualquer lugar, mas tendo como pano de fundo a Itaboraí do passado recente. São seis contos, com histórias contadas por personagens fictícios que moraram, trabalharam ou simplesmente passaram por Itaboraí”, conta. A publicação é da editora Multifoco.
Ex-carteiro lança livro sobre Itaboraí Nilson Martins lança, hoje, seu primeiro livro de ficção “Uns caras de Itaboraí”, às 19h, na Casa Heloísa Alberto Torres, no Centro de Itaboraí. Nascido em Belford Roxo, mas morador de Itaboraí há vários anos, ele ainda trabalha como atendente comercial dos Correios na cidade, mas realiza um dos seus grandes sonhos: ser escritor. “A proposta do livro é falar de pessoas comuns de qualquer lugar, mas tendo como pano de fundo a Itaboraí do passado recente. São seis contos, com histórias contadas por personagens fictícios que moraram, trabalharam ou simplesmente passaram por Itaboraí”, conta. A publicação é da editora Multifoco.. Foto por Divulgação
Da série ‘Elas são de morte’
Que as mulheres são poderosas, empoderadas e já reinam há séculos na literatura, todo mundo sabe. Em “Pescaria de Corpos”, de Claudia Mattos, a protagonista Luiza é rica, linda, culta, competente e, para desgosto da família, uma policial no Rio de Janeiro. Ao ser nomeada titular da Delegacia de Atendimento ao Turista, ganha toda a atenção da imprensa devido a seu perfil incomum. Mas quando corpos de turistas começam a aparecer boiando no mar, Luiza passa do céu ao inferno e tem de lutar contra tudo e contra todos para provar sua competência profissional. A publicação é da editora Rocco.
Da série ‘Elas são de morte’ Que as mulheres são poderosas, empoderadas e já reinam há séculos na literatura, todo mundo sabe. Em “Pescaria de Corpos”, de Claudia Mattos, a protagonista Luiza é rica, linda, culta, competente e, para desgosto da família, uma policial no Rio de Janeiro. Ao ser nomeada titular da Delegacia de Atendimento ao Turista, ganha toda a atenção da imprensa devido a seu perfil incomum. Mas quando corpos de turistas começam a aparecer boiando no mar, Luiza passa do céu ao inferno e tem de lutar contra tudo e contra todos para provar sua competência profissional. A publicação é da editora Rocco.. Foto por Divulgação

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas