Quadrinista de São Gonçalo é atração na Toca do Gibi, em Magé

Eberton Ferreira lançou recentemente a HQ, 'Os Se7e - Capítulo 2', que reúne super-heróis brasileiros

Enviado Direto da Redação

Por Rennan Rebello


Não é nenhuma novidade que histórias em quadrinhos (HQs) são produzidas em São Gonçalo, e entre estes artistas, Eberton Ferreira, que já teve sua carreira contada pela reportagem de OSG, é um dos que se destacam neste mercado local dedicado à nona arte. No último sábado (14), o morador do bairro do Porto da Pedra foi até a Magé, na Toca do Gibi, situada próxima à Praia de Mauá, um dos mais tradicionais pontos turísticos da Baixada Fluminense, para vender e autografar suas HQs e bater um papo com os leitores que passaram por lá para prestigiá-lo.


"Há alguns anos eu acompanhei, nas redes sociais, postagens de eventos onde uns amigos quadrinistas pertencentes ao coletivo Capa Comics promoviam oficinas gratuitas para o público de Piabetá (em Magé). Eles realizavam essas ações sociais em um lugar chamado Toca do Gibi e, apesar de eu querer estar junto deles, a distancia me impediu de fazer parte de tudo aquilo na época. Depois soube, com tristeza mesmo, de que a Toca tinha fechado as suas portas e por muitos anos assim foi. Então, recentemente, vi um anúncio nas redes sociais que me chamou a atenção: A Toca do Gibi estava voltando! Entrei em contato imediatamente e combinamos de fazer uma tarde de autógrafos. Divulgamos nas nossas redes sociais e no dia 14 de novembro fizemos um encontro regado a muito papo legal, vendas dos meus quadrinhos para os já clientes da Toca e a certeza de que isso foi o começo de uma parceria de sucesso!", disse o quadrinista, que participou de seu primeiro evento, desde o início da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).


Na ocasião, Eberton, também deixou as suas HQs: os quatro episódios da série 'Causos' (que narra a saga de um bandeirante, na época do Brasil Colônia, que investiga assassinatos que teriam dado origem à lendas como o Curupira, Cuca, Guaraná e o Boto-cor-de- rosa), 'Xamã' (onde aborda um super herói indígena, cujo poder é o fato de se transformar em lendas folclóricas do Brasil), 'Rede da Carne' (cuja narrativa se passa em São Gonçalo e traz o gênero do terror como mote ) e por fim, 'Os Se7e', que reúne super-heróis nacionais (tendo, inclusive personagens de outros quadrinistas e que atualmente está no capítulo 2) para continuarem a serem vendidas na gibiteria mageense. 


"Quando soube que um amigo quadrinista, o Jadir Valle, tinha feito parceria com a Toca do Gibi e deixado os seus mangás autorais disponíveis para a venda lá. Não pestanejei e entrei em contato com o perfil, passando a conversar com o dono da loja, o Júnior. Papo vai e papo vem, além de marcar para vir conhecer o local também aproveitamos para iniciar também uma pareceria deixando os meus quadrinhos à venda", finalizou o empreendedor cultural gonçalense. 


A ida até Magé também rendeu um 'legado criativo'. Já que ele mantém um canal no Youtube, onde produz conteúdos audiovisuais com temas referentes ao universo das HQs. 


Veja também