Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar down 5,1230 Euro down 5,2562
Search

Prefeitura de São Paulo pede penhora de bens de Roberto Carlos

Dívida é referente ao não pagamento de IPTU

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 10 de novembro de 2020 - 17:27
Dívida já estaria avaliada em R$ 45 mil
Dívida já estaria avaliada em R$ 45 mil -

A Prefeitura de São Paulo pediu a penhora dos bens do cantor Roberto Carlos devido a uma dívida referente ao IPTU, que já estaria avaliada em aproximadamente R$ 45 mil.

O imóvel, localizado em Cambuci, região central de São Paulo, abriga um restaurante do cantor Ed Carlos, o "Reizinho da Jovem Guarda", apelido que ganhou quando ainda tinha 13 anos. Em 2005, o cantor, que encerrou a carreira aos 35 anos, sofreu um AVC - mesma época em que a então dona do imóvel rescindiu o contrato de locação.

Roberto Carlos comprou o edifício assim que soube da situação. O imóvel de 3 andares foi então cedido ao amigo Ed. Carlos sem nenhuma cobrança de aluguel.

No passado, a Prefeitura entrou na Justiça contra o cantor para cobrar uma dívida de 10 prestações não pagas do IPTU em 2018. Segundo a assessoria do Rei, elas deveriam ter sido pagas pelo morador.

Em nota, a assessoria do cantor afirmou que "o valor devido do IPTU em questão, foi devidamente parcelado e teve a sua primeira parcela quitada ontem (segunda-feira) pela senhora Vânia, esposa do Ed Carlos".

Confira abaixo a nota da assessoria de Roberto Carlos

"A assessoria do artista Roberto Carlos, vem esclarecer que o imóvel localizado em São Paulo  capital, que foi noticiado ontem nos veículos de comunicação, com  penhora, por falta de pagamento de IPTU, de fato pertence ao artista, e que foi gentilmente cedido ao amigo Ed Carlos, sem nenhuma cobrança de aluguel.  Ficando combinado entre as partes, que as despesas de IPTU, luz, água e gás, e de  responsabilidade do morador. assim como sempre honrou os pagamentos de todas as taxas, durante todo o tempo que ocupa o imóvel.

O valor devido do IPTU em questão, foi devidamente parcelado e teve a sua primeira parcela quitada ontem pela senhora Vânia, esposa do  Ed Carlos".

Matérias Relacionadas