Xuxa critica novo ministro da Educação por declarações sobre castigos físicos em crianças

Apresentadora fez um longo desabafo nas redes sociais

Enviado Direto da Redação
Xuxa publicou mensagem nas redes sociais criticando declaração do novo ministro da Educação

Xuxa publicou mensagem nas redes sociais criticando declaração do novo ministro da Educação

Foto: Divulgação



A apresentadora Xuxa Meneghel criticou em suas redes sociais as declarações polêmicas do novo ministro da Educação, Milton Ribeiro, nomeado na última sexta (10) por Bolsonaro. A rainha dos baixinhos publicou um vídeo antigo do novo ministro em que ele aparece defendendo que crianças devem “sentir dor” para serem educadas.



Em um longo desabafo ela escreveu: "Quando eu penso que está ruim ... consegue ficar pior! Se educação tem a ver com rigor, com dor, as cadeias estariam cheias de gênios, alguém por favor me diga que eu entendi errado, que nós mães, mulheres, filhas, seres humanos, demoramos pra descobrir que para educar não se deve usar a dor e sim a EDUCAÇÃO, o EXEMPLO, a conversa, o AMOR!!! Já foi a época que um ser humano pra ser 'corrigido' era colocado no tronco (vergonhoso), ajoelhado no milho, palmatória....já foi a época que em nome da educação e de Deus se corrigia alguém com violência. Uma criança que recebe castigos físicos só pode aprender que violência gera violência. Hoje eu estou com aquela sensação de que crianças que vieram ao mundo pra serem amadas estão sendo desrespeitadas. Deus é amor, se amar é respeitar, onde tem educação, amor e respeito nessas palavras?".



A apresentadora é conhecida por ser uma defensora da Lei da Palmada, que prevê o direito de crianças e adolescentes a serem educados sem que haja castigos físicos. Já o novo ministro da Educação segue recebendo uma série de críticas por vídeos publicados no Youtube. Em um vídeo publicado em 2016, mas excluído por Milton após a repercussão negativa, ele diz que "um tapa de um homem ou uma cintada de uma mulher podem ser muito mais fortes que uma criança pode suportar".

Veja também