Escritores fazem campanha para ajudar tradicional livraria de São Gonçalo

A 'Ler é Arte', fundada em 2005, está prestes a fechar as portas

Enviado Direto da Redação

Por Rennan Rebello


O novo coronavírus (covid-19) além de agravar a crise sanitária também intensificou uma cadeia de prejuízo de ordem econômica. O mercado editorial foi um dos mais afetados, e em São Gonçalo, há um exemplo disso, já que a sua tradicional livraria, a 'Ler é Arte', na Galeria Matriz, no bairro do Zé Garoto, está prestes a fechar suas portas por problemas financeiros potencializado pela pandemia. Este empreendimento literário, fundado em 2005, além de comercializar livros também tornou-se uma marca afetiva no coração dos leitores locais.


Prova disso, é o fato, de dois escritores da cidade - Erick Bernardes (autor de 'Panapaná: Contos sombrios' e 'Cambada: crônicas de papa-goiabas') e Mario Lima Jr (autor de 'Casa de Agonia: A Rotina Na Marinha Do Brasil') - estarem encabeçando a campanha "A Ler é Arte precisa de um respirador" ajudar a sua proprietária Virgínia Siqueira, 60, neste momento tão difícil em sua vida. O movimento virtual consiste em estimular os 'amantes da leitura' a comprarem na livraria gonçalense que ainda possui ótimos títulos em seu acervo com preço acessível.

"Vamos ajudar a livraria a ficar aberta por pelo menos mais um mês. Passando na livraria e comprando um livro qualquer. O Mario e eu adquirimos alguns livros de literatura estrangeira como: "Os irmãos Karamazov", do escritor russo Fiódor Dostoiévski e  'Os melhores contos de H. P. Lovecraft' (escritor estadunidense)", disse Erick.  


Esta atitude fez que dona Virgínia se sentisse acolhida em um cenário caótico, do qual se viu sozinha, para enfrentar inúmeros problemas. Inclusive, ela revelou a reportagem de O SÃO GONÇALO sobre a reação de antigos clientes ao tomarem conhecimento de que a livraria está próxima de encerrar suas atividades. 


"Eu estava me sentindo solitária, mas o Mario e o Erick, colocaram muita alegria no meu coração. Eles são ótimas cabeças do bem. Fico triste de fechar a livraria e vejo a tristeza em vários clientes. Inclusive, fiz várias amizades que vão ficar para sempre. A melhor coisa da história da livraria foi em conhecer pessoas novas. Muitas das vezes, elas iam apenas para conversar e me ensinavam muita coisa. Enfim, não quero colocar uma data para o fechamento porque é muito triste. Ainda estou me preparando para isso", explicou a proprietária que mantém uma remota esperança de ter outro destino para o seu negócio criado há 15 anos junto com duas amigas que deixaram de ser suas sócias ao longo do tempo.


"No momento, estou fazendo devoluções de livros consignados para fechar a livraria. Mas sempre há a esperança de algo acontecer. Eu estou em desvantagem com a internet e sobreviver é a palavra certa. Pois os preços das lojas virtuais são melhores", finalizou dona Virgínia, que chegou a criar um perfil no Instagram para a sua livraria, no entanto, não foi possível adaptar ao modelo atual de comprar livros em mundo cada vez mais digital.



Página oficial no Instagram da livraria 'Ler é Arte'

Autores de São Gonçalo na prateleira - A 'Ler é Arte' como uma livraria genuinamente gonçalense mantém um espaço dedicado aos escritores do município. Entre as obras disponíveis deste segmento, estão: "O Revisor" de Décio Machado), "Cadernos do Leste" organizado por Hélcio Albano; Igreja Matriz de São Gonçalo, organizado pelo padre André Luis Siqueira e historiador Rui Aniceto Fernandes; "Exumação dos Buriche Coutinho" de Paulo Alves e Clébio B. Coutinho; "Máscaras" de Rodrigo Santos; "Eamam: o aventureiro novato", de R. Mendonça Venâncio; "Estudo dos topônimos gonçalenses de origem Tupi" organizado pela Academia Gonçalense de Letras (Aglac).



Aos interessados em comprar os livros que ainda estão disponíveis no acervo mantido pela 'Ler é Arte' basta ligar para os números 2723-6502 e 98617-9157 para consultar os títulos de interesse ou comparecer pessoalmente na loja física que está localizada na Rua Moreira César 97, loja 10. 


Assista ao vídeo produzido pelo escritor Erick Bernades

Veja também