Museu das Comunicações e Humanidades é lançado em plataforma digital

Objetos, fotografias e documentos narram evolução tecnológica

Enviado Direto da Redação

Foto: Divulgação

Nesta segunda-feira o Oi Futuro e a Oi lançam o Acervo Online Musehum – Museu das Comunicações e Humanidades, uma plataforma digital permanente que oferece ao público de todo o Brasil uma nova forma de interação com o nosso acervo e permite explorar mais de 3.800 itens históricos, a maioria deles exposta agora pela primeira vez. São objetos, fotografias e documentos que narram a evolução tecnológica da comunicação a partir da perspectiva humana, desde o início do século 20 até os dias de hoje.




Dado o contexto da pandemia, em que o Musehum está temporariamente fechado para a visitação presencial, esse lançamento não poderia ter momento mais propício, já que o ambiente digital passou a ser a principal via de acesso à cultura e ao conhecimento para todos nós. Na realidade, a base online já era um projeto em curso, previsto em nosso plano de reposicionamento do museu – que reabriu as portas de suas novas instalações em janeiro de 2020,  no Centro Cultural Oi Futuro. Entretanto, com o isolamento social, a plataforma digital tornou-se um projeto prioritário quando tivemos essa mudança de cenário tão radical.


É uma entrega que nos enche de orgulho e que é resultado de um trabalho de mais de dois anos - entre planejamento, digitalização, sistematização, pesquisa, curadoria e programação – que envolveu um time multidisciplinar de profissionais do instituto. É também a materialização da função social do museu, que é compartilhar informação e conhecimento, colocando o acervo a serviço da sociedade. Afinal, esse tesouro que guardamos em nossa Reserva Técnica conta um pouco da história de cada um de nós – de nossas famílias, nossos costumes, nosso trabalho, nossas formas de nos relacionar uns com os outros.


Neste momento de transformação global, em que janeiro passou a ser “antigamente” e o mundo passou a ser mediado pelas telas, a preservação da memória coletiva e o acesso à nossa História tornaram-se ainda mais importantes. É a memória que dá sentido ao tempo em que vivemos. É a memória que nos conecta com o lugar que ocupamos no planeta, colocando a experiência individual em perspectiva coletiva e humana. E o museu é, por excelência, esse lugar de encontro com nossa memória – seja no ambiente físico, no meio digital ou numa combinação dos dois, aproveitando o melhor de cada um.


Para acessar, basta acessar o link: https://oifuturo.org.br/espacos/musehum



Veja também