Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar down 5,0741 Euro down 5,2058
Search

Pedido de medida protetiva contra Felipe Prior é negado pela Justiça

As advogadas ainda podem recorrer da decisão

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 04 de abril de 2020 - 15:00
Felipe Prior foi acusado de violência sexual e tentativa de estupro
Felipe Prior foi acusado de violência sexual e tentativa de estupro -

A juíza Patrícia Álvares Cruz, do Foro Criminal da Barra Funda, em São Paulo, negou o pedido de medida protetiva que proibiria Felipe Prior de manter contato com as mulheres que o acusam de violência sexual e tentativa de estupro, segundo a revista Marie Claire. Ainda segundo a revista, o pedido também incluía a proibição de qualquer tipo de contato com as testemunhas. 

“Em primeiro lugar, trata-se de três estupros, sem qualquer conexão, supostamente ocorridos em anos diversos, dois deles em comarcas diferentes, quais sejam Biriba Mirim e Itapetininga. Evidente, pois, que falta a este juízo competência para apreciar os pedidos. […] Por fim, não vislumbro motivo para o deferimento da medida cautelar pretendida. Os fatos ocorreram há anos e as mensagens juntadas mencionam apenas anúncios de futuras medidas judiciais, sem qualquer sugestão ameaçadora”, escreveu no documento.

As advogadas podem recorrer da decisão. 

Matérias Relacionadas