Coronavírus: Conheça algumas dicas de livros para se entreter na quarentena

Há dicas sobre diversos temas

Enviado Direto da Redação
Há dicas sobre diversos temas

Há dicas sobre diversos temas

Foto: Divulgação

Por Ana Carolina Moraes*

Com a pandemia de coronavírus, a recomendação para a maioria das pessoas é permanecer em casa até que os casos de pessoas infectadas comecem a diminuir pelo município. Isso tem feito algumas pessoas repensarem suas rotinas agitadas e começarem a se focar em novos objetivos, como se inscrever em cursos online e ler, por exemplo. Pensando no lado cultural, o jornal O SÃO GONÇALO consultou duas universitárias que tem contato direto com o mundo da leitura e que recomendam alguns títulos para aprender um pouco na quarentena e exercitar o cérebro. ​

Infantojuvenil

A estudante de biblioteconomia, Samara Ferreira, de 21 anos, recomendou o clássico "Harry Potter e a Pedra Filosofal" (escrito por J.K Rowling). Este é o começo da série de livros, de sete partes, que conta a história de um dos bruxos mais amados do mundo.

Na história, Harry descobre que é um bruxo e é apresentado ao mundo da magia, incluindo a escola para bruxos, Hogwarts. Durante a leitura, você acaba conhecendo mais da vida do bruxo e entende que, mesmo quando ainda era bebê, Harry já tinha um inimigo. O livro foi escrito em 1997 e adaptado para filme em 2001. Para quem já gosta dos filmes, a leitura do livro é recomendada pela riqueza de detalhes na história. ​

"É um livro que tende a agradar a maioria das pessoas independente da idade, principalmente porque a J.K criou todo um mundo novo mágico que fala principalmente da importância da amizade. É uma leitura fácil e é super interessante ver as diferenças que existem entre os livros e os filmes. Com certeza quem gostou dos filmes vai amar os livros", disse a jovem. 

Harry Potter e a Pedra Filosofal vendeu mais de 107 milhões de exemplares pelo mundo e está na lista dos mais vendidos.

Infantil

Para as crianças, a dica é ler o livro "O Pequeno Príncipe" (escrito por Antoine de Saint-Exupéry), que foi publicado pela primeira vez em 1943. O livro conta a história de um escritor fracassado com seus desenhos que está em um avião que caiu no deserto do Saara. Depois da queda, o escritor encontra um Pequeno Príncipe que o ajuda com algumas lições.

"O pequeno Príncipe é um livro pequeno, fácil e rápido de ler tem principalmente muitos ensinamentos sobre a vida, amizade, amor. É um livro que já foi adaptado várias vezes e que sempre é querido por quem o escolhe, então vale a pena ler o livro", recomenda Samara.

​O Pequeno Príncipe também está na lista dos mais vendidos e é o terceiro livro mais traduzido do mundo, contabilizando cerca de 160 idiomas.​

Romance

​Para quem gosta de romance, Samara recomenda o livro "Todo dia" (escrito por David Levithan), lançado em 2012. O livro conta a história de uma jovem chamada Rhiannon que se apaixona por "A". Porém, "A" acorda todo dia em um corpo diferente e Rhiannon tem que aprender a lidar com os desafios dessa paixão. O livro virou filme em 2018. 

"É um livro que nos faz refletir sobre tudo, aparência, orientação sexual, sobre o que nos leva a gostar de alguém. O livro conta a história de A, que é uma "alma" que acorda cada dia em um corpo novo e vive situações diferentes todos os dias", afirmou a estudante de biblioteconomia.​

Na seção romance, a estagiária de marketing, Isabelle Gomes, de 21 anos, recomendou o clássico "O Caçador de Pipas" (escrito por Khaled Hosseini), lançado em 2003 e que conta a história de Amir que, na infância, é amigo de Hassan, o filho do empregado de seu pai. Os dois são amigos e soltavam pipas juntos, inclusive, competindo para cortar as pipas dos outros. Até que um acontecimento e uma violência sexual mudam a vida dos jovens e trazem consequências para a vida dos dois. Amir não consegue seguir bem com sua vida e tenta pedir desculpas ao amigo pelo erro do passado, mesmo depois de 10 anos. 

A história do jovem se passa durante a Guerra do Afeganistão, na década de 1970. O livro foi adaptado para filme em 2007.

"Ele alterna entre Afeganistão e Estados Unidos e traz uma visão interessante e fora do que conhecemos, pq geralmente vemos os filmes e livros de guerra na visão americana, esse mostra na visão de um garoto afegão", disse Isabelle.

Terror

Na seção terror, existe o clássico "Carrie, a Estranha" (escrita por Stephen King) que conta a história de Carrie, que tem uma mãe que a impede de levar uma vida normal. Na escola, Carrie sofre bullying de seus colegas, no entanto, no dia da formatura, a jovem descobre que tem poderes de telecinese, mas, a descoberta ocorre ao mesmo tempo que os jovens mais populares de seu colégio a humilham na frente de todos. Com isso, Carrie acaba tendo atitudes que refletem em consequências sérias para ela.

O livro foi lançado em 1974, mas ainda retrata temas atuais e, por isso, foi adaptado para filme diversas vezes, a última versão foi feita em 2015.

"Serve pra alertar ao leitor sobre os efeitos que o bullying pode ter na vida de uma pessoa", afirmou Samara.

Uma segunda dica de terror é o livro "Viva para Contar" (escrito por Lisa Gardner), lançado em 2010 e que conta a história de uma família de cinco pessoas, onde quatro são assassinadas de forma brutal. O principal suspeito é o pai, que é o único que sobrevivente e que está internado na UTI. A trama envolve uma enfermeira sobrevivente e uma investigadora veterana do departamento de polícia. O livro conta a investigação do caso.

"O livro é narrado por três mulheres em situações diferentes, mas que estão todas interligadas a esse crime. O livro nos faz refletir e também ansiar pra saber quem é assassino", conta a universitária de biblioteconomia.

Histórico

No quesito histórico, existem duas recomendações de Isabelle. A jovem indicou o livro "Holocausto Brasileiro" (escrito por Daniela Arbex), lançado em 2013. É uma espécie de livro-reportagem que relata a história pouco conhecida dos horrores praticados no maior hospício do Brasil, conhecido por Colônia, que se localizava em Barbacena, em Minas Gerais e existiu durante o século XX.

"Vivendo em condições tão ruins que chamá-las de precárias seria um enorme elogio. Comidas que davam ânsias de vômito, a cama era capim espalhado pelo chão, poucos tinham roupas e as torturas eram diárias. Muitos sofriam choques e por muitas vezes morriam por causa deles", contou Isabelle ao falar do livro.​

A jovem também recomenda o livro "A História do Mundo pra Quem tem Pressa" (escrito por Emma Marriott), lançado em 2012 e que relata a história do mundo, desde as antigas civilizações até o final da Segunda Guerra. É uma dica, segundo Isabelle, também para quem está se preparando para o Enem.

"Essa é mais uma para os amantes de história. É um livro curtinho, deve ter umas 200 páginas sobre a história do mundo. Achei legal que não aborda apenas a Europa, fala também do Oriente Médio, África, Oceania. Eu li ele na época que estava estudando pro ENEM e me ajudou bastante", relatou a estagiária de marketing.

Para praticar o inglês

Para quem quiser treinar o conhecimento da língua inglesa, Isabelle recomenda o livro Unspoken (escrito por Sarah Rees Brennan), lançado em 2013. O livro conta a história de Kami Glass que está apaixonada por um garoto que ela nunca conheceu, mas que conversa com ela em sua cabeça desde que ela nasceu. Isso faz com que ela se diferencie em sua cidade. Após alguns eventos na cidade onde mora, a garota descobre que o menino de sua cabeça é real e que uma família, que havia fugido sem motivo há 10 anos, está de volta e se liga a esse garoto perigoso.

"É bem clichê né, romance, magia, aventura, mas acho um universo extremamente bem construído e com um ótimo enredo", afirmou.

Vale lembrar que esses livros podem ser adquiridos pela internet e lidos pelo próprio computador ou celular, não é necessário sair de casa para comprar nenhum deles. 

Veja também