Stênio Garcia afirma que será “difícil viver” com aposentadoria de R$ 5 mil

O ator esteve na Globo por mais de 40 anos

Enviado Direto da Redação
O ator esteve na Globo por mais de 40 anos

O ator esteve na Globo por mais de 40 anos

Foto: Divulgação

O ator Stênio Garcia, de 88 anos, falou sobre sua aposentadoria. É que a Globo, empresa na qual Stênio atuou por mais de 40 anos, não aceitou renovar o contrato com o ator. As informações são do site Uol. 

"Estou na Globo desde 1973. Claro que durante este período recebi inúmeras propostas de outros canais, mas nunca pensei em sair da emissora. É nela que eu tenho todo meu entendimento com amigos, profissionais e colegas de trabalho. Era a minha segunda casa”, disse o ator. 

Este é o último mês em que Stênio irá receber seu salário, mas, o ator está preocupado, pois, com sua aposentadoria, passará a receber apenas R$ 5 mil por mês. O ator explica que essa quantia não será suficiente para ele e sua família. 

“As outras fontes de rendas extras são muito pequenas e esporádicas. A minha aposentadoria é em torno de R$ 5.000. Sem o salário é difícil viver, porque ajudo minha família também. Tenho filhos, sobrinhos e parentes, que dependem de mim, e mesmo que eu pare de ajudar a todos, não dá para viver com esta renda. Os meus medicamentos mensais já custam mais ou menos o valor da minha aposentadoria", disse. 

Stênio ainda comenta que perdeu cerca de R$ 159 mil com investimentos imobiliários que nunca ficaram prontos. "Sempre trabalhei na Globo e vivi do meu salário. Aquelas salas comerciais que comprei foram com investimentos que fiz em aplicações, de rendas extras de comerciais, palestras e cursos que dei", relatou.

Uma das outras preocupações de Stênio é com seu plano de saúde. Atualmente, o ator é casado com Marilene Saad, que tem 51 anos e sofre com uma doença chamada de síndrome da angústia respiratória aguda. Por isso, Marilene precisa do plano de saúde que a Globo paga para seus contratados. Principalmente na época do coronavírus, em que os dois fazem parte do grupo de risco. 

“O Stênio tem direito por mais alguns meses, mas o meu plano de saúde corta de imediato. Eu implorei para deixarem ficar mais um pouco, principalmente com essa pandemia de coronavírus, porque pertenço ao grupo de risco, mas não manterão", disse Marilene. 

O ator ainda falou que está tentando se manter em casa, pois com seus 88 anos, ele pode sofrer com a doença. "Nós estamos em quarentena desde sexta-feira passada, evitando sair ao máximo. Não quero pegar nenhuma contaminação agora. Meu organismo é forte, mas tenho que preservar minha saúde e a de todas as pessoas que se relacionam comigo", afirmou.

Veja também