Priscila Nocetti é internada após sofrer infarto

Ela foi internada às pressas no dia seguinte ao aniversário da filha

Enviado Direto da Redação

Foto: Divulgação


A ex-apresentadora da 'Furacão 2000', Priscila Nocetti, de 38 anos, sofreu um infarto na semana passada e precisou ser internada às pressas no Hospital Rio Mar, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. A mulher de Rômulo Costa passou três dias na unidade de saúde, mas já recebeu alta e agora se recupera em casa.


As informações foram confirmadas pelo próprio Rômulo à coluna da Fábia Oliveira.


"A Priscila infartou sim, no último dia 1º, no dia seguinte do aniversário da nossa filha Yasmin. Ela estava vendo filme na sala, deitada no sofá, quando sentiu fortes dores no peito e em seguida no braço esquerdo. Percebeu que eram sintomas de infarto e, como ela estuda muito sobre primeiros socorros, tomou um AAS imediatamente e aferiu a pressão arterial. Como estava bastante alta, me pediu para levá-la na emergência de um hospital", explicou. 


Priscila precisou ser internada na UTI coronariana. No dia seguinte,  acabou sendo  submetida a um cateterismo para um diagnóstico mais detalhado.


"Graças a Deus não precisou colocar nada nas artérias. Ela fez um ecocardiograma que mostrou que o coração não sofreu nenhuma lesão e, apesar da intensidade dos sintomas e pressão altíssima, o coração dela não foi afetado em absolutamente nada, nenhuma parede, nenhum músculo. A Pri tem uma fé inabalável e, desde o início dos sintomas, se manteve calma, fez os primeiros socorros nela mesma e orou muito a Deus", completou


Ele também confirmou a recuperação da esposa: "Ela  já está recuperada e medicada. A sorte é que a Pri nunca foi sedentária e não era tabagista. Ela sempre foi saudável, o que facilitou nessa recuperação e no diagnóstico sem sequelas, 100% normal. Ela tem um coração valente, a pessoa mais forte e inteligente que já conheci na vida. Ela sempre estuda um pouco de tudo, porque pensa que pode ajudar alguém e mal sabia ela que Deus a preparou para ter serenidade e se salvar, porque o socorro, nesses casos, tem que ser o mais rápido possível", finalizou Rômulo Costa.

Veja também