Ator pornô gay rebate Anitta: "Minha profissão não me desqualifica"

Rico Marlon desabafou nas redes sociais

Enviado Direto da Redação

Astro dos filmes eróticos internacionais Rico Marlon desabafou nas redes sociais sobre as polêmicas e as declarações mais recentes da cantora Anitta na internet. Segundo Marlon, a cantora tem passado vergonha após vergonha na internet e, se fosse inteligente não teria audiência:


"Anitta fala cada asneira na internet, tentando lacrar e surfar na onda dos assuntos do momento, tanta desinformação. Mesmo assim as pessoas cada vez dão audiência pra ela. Mas claro! Se ela fosse inteligente as pessoas não iriam gostar, porque as pessoas querem é curtir o espetáculo. Quanto mais estúpido melhor”.


Longe dos estereótipos, Rico Marlon afirma que o fato dele ser um ator pornô não quer dizer que não raciocine: “eu sou uma pessoa livre de preconceitos e decidi viver a minha vida da forma que eu acho melhor. Ganho meu dinheiro honesto com o que faço, de cabeça erguida. Minha profissão não me desqualifica para usar o meu raciocínio. Não deixo de pensar porque faço filmes adultos. Não é por isso que perdi o meu cérebro. Do mesmo modo, ser uma cantora sexy, sensual e conhecida pelo rebolado e pela sua bela bunda não é desculpa pra não pensar antes de falar. Ser sensual não significa ser tapado, fútil e alienado e não é motivo para não usar a cabeça. As pessoas precisam dissociar as coisas, separar o personagem da vida real”. 


Na internet, Anitta chegou a ser comparada com Dilma Rousseff por fazer um discurso a favor da Amazônia um tanto controverso, quando afirmou que se desmatarem toda a floresta amazônica acabaria o oxigênio: "Não adianta o dólar abaixar, não adianta se a economia vai bem, não vai ter mais emprego se ninguém tiver oxigênio”, comentou a cantora.


Para Rico Marlon, a maioria das coisas que se veem hoje na internet são produto de muito marketing e com pouco conteúdo relevante: “Hoje em dia é muito marketing em bobeira. Quando é coisa boba e fútil aí é que as pessoas gostam. Por isso as fake news faz mas sucesso que as notícias verdadeiras, infelizmente”.

Veja também