Compadre Washington é denunciado por não pagar pensão para filho de 9 anos

Depósito estaria sendo feito de forma irregular

Enviado Direto da Redação

Foto: Divulgação


O cantor Compadre Washington está sendo acusado de negar o pagamento de pensão para o  filho de 9 anos. A denúncia partiu da estudante de enfermagem Débora Souza, mãe da criança. A mulher pede o pagamento integral do valor da pensão do menino, já que ela alega que o depósito está sendo feito de forma irregular. 


“Ficou acordado que ele pagaria a pensão no valor de dois salários mínimos. Dentro desses dois salários já vem incluso o valor do plano de saúde, que meu filho precisa porque sofre de problemas respiratórios. Só que ele vem descumprindo esse acordo. Já chegou a ficar devendo três meses. Quando noticiei os atrasos uma vez, na internet, em um instante fizeram o depósito. Depois ficam depositando de dois em dois meses. Agora, dia 10, vão completar mais dois meses de atraso, e ainda assim quando depositam não colocam o valor integral. Apenas parcial. Ele vai depositando pela metade e isso gera multa, que eles não depositam logo também”, disse ela à colunista do site Isto É. 


Débora ainda completou que está tendo que arcar com as despesas sozinha e disse que o cantor também está cometendo abandono afetivo. “Primeiro eu registrei sozinha quando o menino nasceu. Depois, ele pediu o exame de DNA para comprovar a paternidade. Até então, ele se ‘portava’ como pai. Mas eu fiz enxoval, exames, tudo sozinha durante a gravidez”, contou ela.  


Em 2010, Compadre Washington começou pagando R$ 300 de pensão, mas atualmente o valor pago deve ser em torno de R$ 2 mil. Débora e Compadre Washington se conheceram em 2006, por meio de uma rede social, e mantinham um relacionamento de idas e vindas. “Para mim era sério, mas para ele não era”, disse a mulher. 

Veja também