Ira! toca em versão folk na AABB de São Francisco, em Niterói

Banda paulistana também relembrou passagens pela região

Escrito por Redação 28/07/2019 18:27, atualizado em 28/07/2019 12:17
Edgard e Nasi tocaram sucessos da carreira e além de versões de artistas como Jimi Hendrix e Dalto
Edgard e Nasi tocaram sucessos da carreira e além de versões de artistas como Jimi Hendrix e Dalto . Foto: Alline Ourique/Divulgação

Por Rennan Rebello


“Só depois de muito tempo fui entender aquele homem, eu queria ouvir mas ele me disse pouco”, da canção ‘Dias de Luta’, foi uma das músicas que a banda paulistana Ira! tocou em versão folk (voz e violão) na sede da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), no bairro de São Francisco, na noite da última sexta (26). Antes do show, o guitarrista Edgard Scandurra e o vocalista Nasi receberam a equipe de O SÃO GONÇALO no camarim e falaram sobre um novo projeto e relembraram histórias em Niterói e São Gonçalo.


“Eu estava falando com Edgard há pouco, que quando tocamos em um clube de São Gonçalo, no meio da nossa música ‘Dias de Luta’, onde o público costuma a cantar um melô (paródia); pois toda banda do rock nacional daquele momento, tinha um. O nosso era o “melô do baseado” e enquanto o público cantava, começamos a ouvir tiros para o alto. Isso foi nos anos 80, na época de grandes bailes”, disse Nasi que também falou de novos projetos da banda, incluindo um lançamento de LP.


“Estamos ensaiando para o novo disco e embora o lançamento das músicas tenha as plataformas digitais como foco, nós temos o intuito de lançar este novo material também em vinil, que ganhou uma ‘vida nova’ e de excelente qualidade”, revelou.


Já Edgard Scandurra que é um dos ícones entre os guitarristas brasileiros, além de ter relembrado de quando tocou em Niterói com outro grupo que fez sucesso nos anos 80 também relatou a sua impressão sobre o Museu de Arte Contemporânea (MAC), arquitetado por Oscar Niemeyer, em Boa Viagem.


“Lembro que tocamos uma vez por aqui, com o ‘João Penca & seus Miquinhos Amestrados’ porém não me lembro aonde foi. Mas quando entrei na AABB tive uma sensação de ‘deja vu’ pois acho que já toquei aqui. Outra coisa que gostei em Niterói foi do MAC pois fiquei deslumbrado com o local que é muito lindo, achei incrível”, comentou Scandurra.


Homenagem a um niteroiense ilustre - Em um dos momentos do show, antes da banda executar a música ‘Flashback’, Nasi pegou o microfone para lembrar ao público de que aquela música que eles regravaram no disco “Isso é amor”, em 1999, é do cantor Dalto, de Niterói.


Abertura do show ficou por conta da banda de rock niteroiense BR80


Conforme já havia sido publicado, na edição da última quinta (25), em O SÃO GONÇALO, a abertura do show do Ira! ficou sob a responsabilidade da banda niteroiense BR80 que se consolidou desde 2002 tocando versões de grupos do cenário do rock n´ roll brasileiro ‘oitentista’.


Antes da atração principal o grupo de Icaraí conseguiu agitar o público antes da atração principal tocando sucessos de artistas como Ultraje a rigor, Nenhum de Nós e Lobão.


Na ocasião, o BR80 tocou como trio e pela primeira vez no formato acústico.


“Essa foi a nossa primeira vez tocando de forma acústica e foi surpreendente pois haviam pessoas que já conheciam a nossa banda e elogiaram esta novidade”, disse o vocalista Savio Carvalho que apesar do retorno positivo revela que este modelo acústico não está nos planos para os próximos shows.


“Não pretendemos seguir neste formato pois preferimos tocar em versão elétrica para ter um show com mais ‘pressão’. Porém, podemos retornar ao acústico dependendo do evento como foi este do Ira!”, projetou.


O cantor niteroiense que é tem o Ira! como principal referência artística para seguir em frente com o BR80, teceu elogio a apresentação folk dos paulistanos. “Eu sou suspeito para falar do Ira! porque sou muito fã, logo, tudo que eles fazem, eu curto bastante ”, finalizou.


Morador de S.Gonçalo realiza sonho e conhece Edgard Scandurra e Nasi


 Entre os diversos fãs que estiveram presente na apresentação da dupla Edgard Scandurra e Nasi no formato ‘Ira! Folk’, em Niterói; um morador do bairro de São Miguel, em São Gonçalo, além de ter conseguido conversar com ídolos, ainda levou uma ‘lembrança’ do concerto para casa.


“Estou com o pôster do show daqui da AABB para que eles  autografem pois pretendo pendurar ao lado de minha churrasqueira”,  contou o representante comercial Anderson Simeão, de 50 anos, minutos antes de entrar no camarim com o OSG.


Simeão também recordou de outros shows que ele curtiu do grupo, em território gonçalense. “Escuto o Ira! há 30 anos, desde a década de 80. Eu curtia muito quando eles tocavam no Clube Esportivo Mauá (no bairro do Estrela do Norte), dentre as bandas daquela época como Legião Urbana, o Ira! sempre foi a minha favorita”, relembrou.



/Edgard e Nasi tocaram sucessos da carreira e além de versões de artistas como Jimi Hendrix e Dalto
Edgard e Nasi tocaram sucessos da carreira e além de versões de artistas como Jimi Hendrix e Dalto. Foto por Alline Ourique/Divulgação
/Grupo de Icaraí tocou pela primeira vez no formato acústico
Grupo de Icaraí tocou pela primeira vez no formato acústico. Foto por Alline Ourique/Divulgação
/Anderson entrou no camarim do Ira! com a equipe de reportagem de OSG
Anderson entrou no camarim do Ira! com a equipe de reportagem de OSG. Foto por Rennan Rebello
. Foto por Rennan Rebello

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas