Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar down 5,0915 Euro down 5,2205
Search

Palhaços fazem apresentações gratuitas para crianças no Rio

Shows serão realizados hoje e nos dias 12, 18 e 24 deste mês

relogio min de leitura | Escrito por Agência Brasil | 06 de maio de 2022 - 09:50
Palhaços Gracinha e Churumello
Palhaços Gracinha e Churumello -

As arenas cariocas Jovelina Pérola Negra, na Pavuna, Abelardo Barbosa, em Pedra de Guaratiba, Lona Cultural Municipal Elza Osborne, em Campo Grande, e Lona Cultural Municipal Terra, em Guadalupe, recebem nos dias 6, 12, 18 e 24 de maio, respectivamente, a apresentação gratuita de palhaços, oficinas e cortejo circenses Gramellôs – O Show.

A iniciativa é da prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, e do Programa de Fomento à Cultura Carioca (Foca). O projeto é uma realização do Circo do Rio Produções Artísticas.

Gramellôs – O Show é a união do “excêntrico” Palhaço Gracinha com o “cara de pau” Churumello. Com dramaturgia no formato de cabaré circense, o espetáculo inclui números de habilidades, musicais, magia cômica e dança, com os dois palhaços mostrando suas particularidades numa disputa pelo melhor show do mundo.

O projeto prevê também a realização de oficinas de circo nas modalidades de malabares e mágica cômica, além de um cortejo circense com a bandinha da Churumello Circus pelos quatro espaços culturais. Os ingressos devem ser retirados meia hora antes dos eventos. A classificação é livre para todas as idades.

A encenação de Gramellôs - O Show foi construída com base em conceitos de Jaques Lecoq e o Teatro Físico, e “abrasileirada” com a malandragem do carioca suburbano, de acordo com informação dos organizadores. O humor usado pelos palhaços Gracinha e Churumello é físico e verbalizado. Nele, a fala potencializa o gesto e legitima a malandragem de um palhaço querer sempre passar a perna, isto é, ludibriar o outro.

O figurino segue o conceito clássico dos mágicos de palco dos circos tradicionais, com pitadas e características da palhaçaria moderna, que visa a evidenciar os fracassos dos grandes excêntricos. Já o cenário é feito em uma cortina simples, na mesma paleta de cores dos figurinos, com objetos cênicos de magia cômica que vão surgindo de surpresa durante o espetáculo.

Inicialmente, a música é tocada por uma banda formada por três músicos e os dois palhaços. Durante as apresentações, o ritmo acelerado conduz os erros e acertos do show.

História

Dois shows circenses chegam à cidade ao mesmo tempo, marcados para o mesmo horário, no mesmo circo local. Os melhores palhaços do mundo descobrem que têm que dividir o picadeiro. O duelo está formado. Quem será o melhor? Os palhaços apresentam seus números desafiadores e descobrem que podem estragar o show do colega.

As crianças funcionam como jurados. São elas que decidirão quem sairá do picadeiro com o prêmio de melhor espetáculo. A busca pela perfeição mostra ao público como o ser humano é tolo quando quer “vencer na vida”. A humanidade e o desafio deixam em evidência quão bonito é ser quem se é e aceitar-se humano e frágil. No final, todo mundo está junto. A direção do espetáculo é de Daniel Poittevin.

Renato Garcia é o criador do Palhaço Gracinha. Atuando no cenário cultural desde 2010, como ator, palhaço e produtor cultural, já participou de mais de 20 peças teatrais em circuitos nacionais e internacionais. Foi professor de Teatro da ONG Ecoa – Teatro Social de 2012 a 2014. É professor de artes e teatro para alunos do maternal ao quinto ano no Colégio GAU e de circo-teatro na Escola Municipal Mário Kroeff. Atualmente, coordena o projeto Gema da Alegria, de palhaços hospitalares, onde é diretor artístico. Também atua como palhaço em hospitais para crianças e adolescentes portadores de necessidades especiais.

Tiago Carva é o criador do Palhaço Churumello. Microempreendedor, é formado em design pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, e em palhaçaria pela Escola Livre de Palhaço (Eslipa). Fundou, em 2013, a Churumello Circus, empresa que oferece serviços circenses, oficinas, shows, palestras para eventos, festas e escolas, com o objetivo principal de multiplicação da linguagem circense. É também fundador da Carva Estúdio, empresa do ramo de design, líder em criação de projetos de artes visuais na área circense do Rio. 

Matérias Relacionadas