Com homenagem a Milton Gonçalves, Acadêmicos de Santa Cruz faz bonito na avenida

O desfile ocorreu nesta madrugada (22) na Marquês de Sapucaí

Escrito por Ana Carolina Moraes 22/04/2022 11:00, atualizado em 22/04/2022 10:57
Escola teve problemas de mobilidade
Escola teve problemas de mobilidade . Foto: Divulgação/Riotur.rio

O ator e diretor Milton Gonçalves, de 88 anos, foi o homenageado da quarta escola que desfilou na Sapucaí já na madrugada dessa sexta-feira (21), a Acadêmicos de Santa Cruz. Nas alas, a escola lembrou de alguns trabalhos feitos pelo ator e diretor. Na letra do samba "Axé! Milton Gonçalves! No Catupé da Santa Cruz", a agremiação trouxe referências de religiões africanas, e contou também como Milton resistiu e teve que enfrentar preconceitos racistas durante sua carreira.

   

 

Antônio Pitanga foi pura emoção
Antônio Pitanga foi pura emoção | Foto: Divulgação/Riotur.rio
 

A escola trouxe para a Sapucaí, nas 22 alas que preparou, diversos momentos importantes da vida do ator como, por exemplo, a Igreja Matriz de Monte Santo, de Minas Gerais, que fala da família de Milton, sua infância e sua religião. Em outras alas, como a 'vai e vem da velha São Paulo, a dura realidade', o 'vendedor de frutas' e 'a descoberta do cinema' foram mostradas profissões pelas quais ele passou, momentos da vida a partir do dia em que ele descobriu seu amor pela arte e, ao mesmo tempo, as dificuldades de sua cor de pele e condição social, passando pelo seu momento de ascensão na indústria cultural.

O presidente Moysés Antonio Coutinho Filho, mais conhecido como Zezo, foi quem comandou a escola. O intérprete do samba deste ano foi Roninho e o mestre de bateria foi Riquinho. A escola também contou com novidades como troca de figurino logo no início da apresentação, além de 3 carros e um tripé. Larissa Nicolau foi a Rainha de Bateria da escola.

O último carro da Santa Cruz denominado 'Olaxá e o Bem Amado Milton Gonçalves' teve, no entanto, problemas de mobilidade, o que acabou fazendo com que "um buraco" se abrisse no final da apresentação da escola, o que pode fazer com que a Santa Cruz perca pontos.

 

Escola estava muito bonita
Escola estava muito bonita | Foto: Divulgação/Riotur.rio
 


Na última quarta-feira (20) desfilaram as primeiras sete escolas da Série Ouro: a 'Em Cima da Hora', a 'Acadêmicos do Cubango', a 'Unidos da Ponte', a 'Unidos do Porto da Pedra', a 'União da Ilha do Governador', a 'Unidos de Bangu' e a 'Acadêmicos do Sossego'. Juntamente com as escolas de ontem, as de hoje estão competindo para conseguir uma vaga no Grupo Especial no próximo ano. Nesta quinta-feira (21), antes da Santa Cruz, desfilaram a Lins Imperial e a Inocentes de Belford Roxo e a Estácio de Sá.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas