Rock in Rio: artistas gonçalenses e niteroienses farão shows no festival

Eles estarão no palco do Espaço Favela

Escrito por Ana Carolina Moraes 19/04/2022 14:48, atualizado em 19/04/2022 14:48
Choice, Buchecha e Ella Fernandes representarão seus municípios no Espaço Favela
Choice, Buchecha e Ella Fernandes representarão seus municípios no Espaço Favela . Foto: Divulgação

Cinco artistas irão representar o eixo São Gonçalo/Niterói no Rock in Rio neste ano. O evento, que vai acontecer em setembro, anunciou há pouco tempo o Espaço Favela, um palco que trabalha a diversidade dos artistas das favelas. Grandes nomes da música atual foram confirmados nessa atração como, por exemplo, Lexa, PK, Bin, MD Chefe, Ferrugem, Buchecha, Orochi, Ella Fernandes, Azzy e Choice. Estes cinco últimos são talentos nascidos e criados em São Gonçalo/Niterói e que estão conquistando o mundo. O SÃO GONÇALO conversou com alguns deles para entender a expectativa para o evento.

Buchecha

 

Buchecha já tem mais de 20 anos de carreira e é um artista consagrado
Buchecha já tem mais de 20 anos de carreira e é um artista consagrado | Foto: Divulgação
 

Conhecido por diversos de seus sucessos no funk melody, Buchecha começou sua carreira ainda com 17 anos, vencendo o 1° Festival de Rap do extinto Clube Mauá junto com Claudinho, sua dupla na época. Os dois representavam o Salgueiro. De lá para cá, mesmo após a perda do companheiro de dupla em um acidente de carro, o cantor e compositor foi crescendo e expandindo todo o seu talento, fazendo inclusive shows em outros países. 

Agora, Claudinho se prepara para o Rock In Rio. Esta, no entanto, não é a primeira vez do cantor no festival, mas toda a expectativa dele continua como da primeira vez. "Olha, parece que tô indo pela primeira vez porque a animação é muito grande. Acho que a proposta desse show é um pouco diferente do último e também pretendo dar um foco no novo momento da minha carreira e mostrar novos trabalhos. O Espaço Favela é muito importante, sabe? A Favela é um celeiro de talentos e poder representar esses espaços no Rock In Rio vai ser incrível. Essa é uma grande oportunidade para todos nós e ainda mais para os novos artistas. Vamos fazer bonito!", disse ele.

O cantor está animado e afirmou que fará um show especial. Ele tocará no festival no dia 04 de setembro, dia em que também terá Funk Orquestra, Taylan (ambos também no Espaço Favela) além da cantora Luisa Sonza, Iza, Justin Bieber e Demi Lovato em outros palcos. 

Buchecha promete músicas novas e antigas em seu setlist do Rock in Rio. Ele é dono de hits como 'Nosso Sonho', 'Fico Assim Sem Você' e 'Canto de Paz'. "Os clássicos não podem ficar de fora, mas também vou mostrar coisa nova. Tenho certeza que o pessoal vai curtira bastante", disse ele. Buchecha ainda completou: "Poder levar meu som pra um dos maiores festivais do Brasil e do mundo é algo realmente incrível. Eu tô muito animado e quero fazer um show bem especial."

Como conselho, o cantor gonçalense falou para as pessoas continuarem sempre acreditando em seus sonhos. "Não desistam! Por vezes parece que o sonho é muito distante, mas com fé e determinação você pode chegar lá", afirmou ele que tem 47 anos hoje, tendo mais de 30 anos de carreira.

Ella Fernandes

 

Ella Fernandes se jogou na música depois do nascimento de seu filho
Ella Fernandes se jogou na música depois do nascimento de seu filho | Foto: Divulgação
 

A cantora ficou conhecida pela música "80 tiros", uma versão de 'Cálice' de Chico Buarque. Na versão da música feita por Ella, a cantora volta seu olhar para o genocídio da população negra, especialmente depois do impacto da morte de Evaldo Rosa, que teve seu carro alvejado por tiros que partiram de militares do Exército, na cidade do Rio. A canção foi criada em 2019. A cantora gonçalense afirma que sua música é a forma dela de se expressar, de debater. Ella se focou na música depois do nascimento de seu filho, fazendo seus primeiros shows em saraus e eventos de São Gonçalo.

"É a forma de, muitas vezes, eu levar uma mensagem. Muitas vezes é só com a música que eu consigo falar sobre coisas ou falar sobre mim, um lugar de empoderamento, de valor. Sem que seja um lugar de discussão política ou onde as pessoas entendam as coisas de maneira deturpada. A poesia, a música, faz tornar mais leve, é um trabalho importante", afirmou ela.

Para artista, chegar no Espaço Favela, no Rock in Rio, é uma vitória. Ella é dona de sucessos como 'De São Gonça a Salvador', 'Vai Ficar Tudo Bem', 'Barbie de Rua'. Ella acredita que estar no Espaço Favela é uma conquista para todas as jovens que ela representa com sua música e sua vivência, assim como representa também suas inspirações. "O convite para estar no Espaço Favela veio através do curador Zé Ricardo. Eu fiquei muito feliz, eu estava no ônibus, ele me ligou e eu esqueci aonde estava. Comecei a gritar no ônibus e bati perna, de tanto êxtase e quando passou eu lembrei que estava no ônibus. É uma oportunidade muito grande de mostrar o meu potencial, o potencial que as periferias têm. São Gonçalo é uma zona periferica na região metropolitana e está sendo representada por outros artistas no espaço. No meu dia, seremos eu e a Azzy. E eu vou mostrar a potência do meu lugar, de São Gonçalo, do que eu sou e do que eu carrego. É uma oportunidade de dar um salto na minha carreira e me apresentar para pessoas não só do Rio, mas de fora daqui e de outros países também", afirmou a artista.

Para ela, é inspirador mostrar para a próxima geração que os gonçalenses podem e devem se sentir orgulhosos de serem de São Gonçalo, com diversos artistas resistentes que sonham e em setembro estarão no Espaço Favela, no Rock in Rio. "A música resiste, a arte resiste e continua formando vários artistas e eu e todos os artistas de São Gonçalo que vamos estar lá somos prova disso. São artistas locais fazendo história em um dos maiores festivais de música do mundo", contou ela que se apresentará no dia 11 de setembro juntamente com Lexa e Azzy (sendo Azzy também de São Gonçalo) no Espaço Favela. Em outros palcos, no mesmo dia, estarão cantores como Ivete Sangalo, Rita Ora, Dua Lipa e outros. 

Nos seus projetos futuros, a cantora pretende lançar mais músicas, com novos ritmos e irá estrear, em maio, o musical 'O Tambor dos Pés', no Teatro João Caetano, na Praça Tiradentes, que fala sobre a ligação do sapateado com a cultura negra.

Choice 

 

Choice começou a fazer rap ainda nas batalhas de rua
Choice começou a fazer rap ainda nas batalhas de rua | Foto: Divulgação
 

O MC João Marcelo Cardoso Ramalho, mais conhecido como Choice, é natural do Morro do Atalaia, no Largo da Batalha, em Niterói. Ele vem crescendo com suas rimas e suas músicas. Iniciando sua carreira em 2014, Choice começou a ter destaque na Batalha do Tanque no ano seguinte, como muitos outros artistas da área. Dali para frente ele não parou de crescer. Estar no Rock in Rio, para ele, é o esforço de muito trabalho. 

"Sempre sonhei com isso e quando lançaram o projeto do palco favela eu já vinha repercutindo bons trabalhos. Sabíamos que tínhamos o que era necessário pra estar nesse palco e corremos atrás", afirmou ele que estava brincando com sua filha quando recebeu a ligação o convidando para o Espaço Favela. "Eu estava com minha filha brincando quando recebi a notícia no telefone. Claro que não acreditei, fiquei meio incrédulo. Até que começaram a vir as confirmações dia após dia e a minha ficha só caiu quando me enviaram a arte de divulgação. No palco, penso em fazer uma mescla com meus maiores sucessos, vou cantar músicas de todos os meus álbuns e EPs que lancei até hoje", afirmou ele. 

Choice, que tem como principais influências o Michael Jackson, Nas, Nate Dogg, Hopsin, Ice Cube, Sabotage, Stevie Wonder e outros, é dono de diversos hits, dentre eles o single 'Super Hip Hop', 'Nicole (pt. Xamã)', 'Máscaras', 'Toda Noite' e outros. Ele irá lançar novos projetos em breve e pretende continuar tendo destaque no mundo da música, sempre crescendo. 

"Quero continuar essa expansão com aparições na televisão, rádio e com o nome cada vez mais sólido nos festivais nacionais e internacionais. Vejo o Rock in Rio como um primeiro grande passo para uma solidificação da minha carreira", afirmou ele que tocará no Rock in Rio no dia 9 de setembro, dividindo o Espaço Favela com MD Chefe, Domlaike e Marvvila. No mesmo dia, o festival também receberá artistas como Capital Inicial, Billy Idol, Fall Out Boy e Green Day.  

O MC deu um conselho para os niteroienses que querem crescer na música como ele: "Tenha perspectiva, tenha noção de onde você esteve, onde está e onde quer chegar. Mesmo perante os deslumbres, mantenha-se realista e invista em você". 

Orochi e Azzy também estarão no evento. Orochi, natural de São Gonçalo, tocará no dia 10 de setembro no Espaço Favela e Azzy tocará no dia 11 de setembro.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas