Espetáculo de dança 'Antiflow' estreia em teatro no Rio

A classificação é livre

Escrito por Redação 03/04/2022 11:21, atualizado em 03/04/2022 11:52
Espetáculo Antiflow
Espetáculo Antiflow . Foto: Divulgação/Renato Mangolim

O espetáculo Antiflow estreia em 8 de abril, na sexta-feira, às 19h, no Teatro Armando Gonzaga, em Marechal Hermes, na zona norte do Rio de Janeiro. 

O espetáculo de dança  traz em seu contexto questões de como responder ao processo de constante desumanização que a sociedade impõe ao indivíduo como cobranças no ritmo de vida, aceleração, controle, imobilização, degradação, pressão por desempenho, por produção.

 

| Foto: Divulgação/Renato Mangolim
 


A apresentação é da Companhia Híbrida, por meio do Prêmio Funarj de Dança, concedido pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Cultura e Economia Criativa e Funarj. Antiflow é a quinta peça de uma série que discute o que é viver nos dias atuais; e é a primeira de um novo conjunto de obras que pretende responder como caminhar em sentido contrário ao de uma sociedade cujas ferramentas de controle foram internalizadas pelo indivíduo.

O valor da entrada é R$ 10,00 e a classificação é livre.

Ficha Técnica:

Concepção, direção e coreografia: Renato Cruz

Assistência de direção e coreografia: Aline Teixeira

Direção de produção: Steffi Vigio

Intérpretes criadores: Jefte Francisco, Luciana Monnerat, Luidy Trindade, Mariah de Castro (Margot), Fábio de Andrade, Raphael Lima (Russo) e Yuri Braga.

Serviço

Teatro Armando Gonzaga - 08 de abril /sexta-feira/ 19h

Avenida General Osvaldo Cordeiro de Farias, 511

Classificação livre 

Ingresso: R$ 10 (R$ 5 a meia)

Sobre a Cia:

Criada em 2007 e dirigida por Renato Cruz, a Híbrida é hoje uma das mais atuantes do Brasil. Recebeu diversos prêmios, como Funarte de Dança Klauss Vianna, Fundo de Apoio à Dança, Fomento à Cultura Carioca, O Boticário na Dança, etc. Já dançou em diversos festivais, mostras e temporadas por todo o Brasil e apresentou suas obras em vários países.

Em 2017 e 2018 A Híbrida foi cia residente em Le CentQuatre, Centro Cultural situado em Paris. Em 2018 a Híbrida estreou Ininterrupto, através do Prêmio Iberescena, e recebeu o prêmio Cesgranrio de Melhor Espetáculo em 2019. Ainda em 2019, realizou importante residência de criação em Parc de La Villette (Paris) para criação de seu novo espetáculo, Contenção, considerado um dos melhores do ano pelo Jornal O Globo.

Por seis anos consecutivos, a Cia. Híbrida teve suas obras figurando entre os Melhores da Dança do Jornal O Globo (2014 – Olho Nu, 2015- Non Stop, 2016 – Espaço Tempo Movimento, 2017- Toque, 2018- Ininterrupto, 2019- Contenção).

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas