Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar down 5,0940 Euro up 5,2442
Search

Juliana Paes cai em golpe de pirâmide e perde quase R$ 500 mil

Ator Murilo Rosa e jogador Luís Fabiano também caíram no golpe

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 19 de agosto de 2021 - 16:46
O gestor financeiro da atriz também caiu no golpe e perdeu R$ 84 mil
O gestor financeiro da atriz também caiu no golpe e perdeu R$ 84 mil -

A Polícia Civil de São Paulo investiga um golpe sofrido pela atriz Juliana Paes após a atriz assinar um contrato com a empresa "F2S Intermed de Negócios". De acordo com as informações, a artista depositou R$ 500 mil para a empresa e o homem que se passava como dono da firma teria desaparecido com a quantia. Ela não chegou a ter contato direto com o suposto golpista, mas o negócio foi intermediado por um consultor financeiro de sua confiança, que também acabou se tornando uma vítima. As informações são da colunista Fábia Oliveira, do O DIA.

De acordo com as investigações, outros famosos foram enganados pelo esquema de pirâmide financeira, como o ator Murilo Rosa e o jogador Luís Fabiano. Murilo teria perdido R$ 460 mil e o jogador, R$ 280 mil. O gestor de investimento de Juliana Paes teria perdido R$ 84 mil.

O negócio consistia em aplicar o dinheiro investido na compra de carros, que seriam revendidos, rendendo 4% a 8% de lucro, o que nunca aconteceu. O Ministério Público de São Paulo solicitou a prisão preventiva de três homens, sendo um deles o chefe da F2S, e de uma mulher, que segundo informações, seria sua esposa. O pedido foi feito em maio deste ano. Segundo o MP, a mulher recebia valores altos que as vítimas depositavam na conta bancária da F2S em sua conta bancária pessoal.

O Ministério Público ressaltou que “os denunciados se associaram com o fim de cometerem crimes de estelionato na modalidade de pirâmide financeira. De maneira previamente orquestrada e urdida para cometimento dos delitos de maneira profissionalizada, constituindo a empresa F2S, a qual falsamente oferecia um modelo de investimento, consistente na aquisição de automóveis seminovos e posterior revenda a lojistas, com rentabilidade entre 4% a 8%”.

Segundo a denúncia,  "o golpe era aplicado na forma de pirâmide contra vítimas certas e determinadas”.

A atriz e os outros que sofreram o golpe estão sendo representados pelo mesmo escritório jurídico. Até o momento, nenhum deles conseguiram reaver o dinheiro.

Matérias Relacionadas