Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar up 5,1504 Euro up 5,3161
Search

Natural de Niterói, escritora é fenômeno de vendas de literatura erótica feminina no Brasil

Atualmente, Valéria Veiga mora nos EUA

relogio min de leitura | Escrito por Cyntia Fonseca | 19 de fevereiro de 2021 - 11:15
Valéria Veiga nasceu e cresceu em Icaraí, Niterói
Valéria Veiga nasceu e cresceu em Icaraí, Niterói -

O universo da leitura digital tem crescido cada vez mais. Prova disso é o aumento do consumo de e-books no Brasil (106%) durante a pandemia. E foi esse mesmo universo que levou a escritora Valéria Veiga a alçar voos mais altos do que ela mesma poderia imaginar. Com mais de 2 milhões de downloads e leituras em plataformas on-line como Wattpad e Amazon Kindle, hoje ela é uma das principais expoentes da literatura erótica feminina no Brasil.

Este é um gênero literário que segue em alta no país e no mundo, depois do boom de “50 Tons de Cinza”, em 2012. Um de seus livros, 'Casa Comigo?' ficou em primeiro lugar no gênero hot no Wattpad, com mais de 300 mil downloads em um mês. Em pouco mais de um ano, a autora teve 11 títulos publicados, sendo três livros físicos. 

Natural de Niterói, Valéria Veiga mora nos Estados Unidos há seis anos, em São Francisco, onde começou a escrever, em 2019. Ela conta que mantém uma rotina de 6 horas de escrita diárias, conciliando com o trabalho que tem em um escritório.

A O SÃO GONÇALO, Valéria explicou o que levou-a a começar a escrever. "Em dezembro de 2018, minha irmã e meus sobrinhos vieram me visitar e passar as festas de final de ano. Eu recebi uma mensagem pelo celular, eles ficaram curiosos e com isso comecei a contar a minha história, que minha irmã e minha filha já conheciam. Minha sobrinha, quando eu acabei de contar, me disse que o mundo precisava saber de tudo que eu contei e minha irmã disse que sempre falou isso. E, assim, um ano depois, eu lancei Sem Fim - A História Real de Felipe e Juliana, minha autobiografia onde sou representada pela personagem Juliana", conta, acrescentando que apensar de nunca ter pensado em ser escritora antes, tem um livro que escreveu à mão, em vários cadernos, quando tinha 13 anos.

A escolha pela literatura hot veio de inspirações em produções de cinema como "50 Tons de Cinza". Com isso, depois de publicar sua autobiografia, ela passou a escrever histórias com teor erótico também. "Eu amo romance e depois que li Cinquenta Tons de Cinza, passei a ler livros desse gênero que se tornaram os meus favoritos".

Para 2021, Valéria revela que pretende lançar os títulos também em inglês. "Tudo aconteceu muito rápido e a ficha ainda está caindo aos poucos. O que começou como uma missão de contar a minha história com a minha autobiografia, e um passatempo com meu primeiro romance hot que virou sucesso, se tornou uma carreira como escritora. Eu tenho muitos planos e novos livros para lançar e sim, tenho um projeto de lançar todos eles em inglês, se possível ainda em 2021", conta.

Seu último lançamento, Doce Perigo, é um livro erótico, em que a protagonista é uma mulher empoderada em busca de prazer.

Para os escritores iniciantes, Valéria deixa um recado: "Escreva sobre aquilo que você gosta de ler, que te faça viajar na história que está criando. Não adianta escrever um livro com um gênero que está em alta no momento se você não gosta, só para tentar vender. Quando você escreve sobre aquilo que você realmente gosta, você acredita na história, nos personagens, e automaticamente o leitor também vai gostar. Eu me emociono, choro, dou gargalhadas, fico sem ar, de acordo com o que eu estou escrevendo, e eu tenho certeza que o leitor sente isso tudo".

Matérias Relacionadas