Duda Reis registra boletim de ocorrência contra Nego do Borel: Veja Vídeo!

Em depoimento, a atriz afirma que foi estuprada, agredida e contraiu HPV do ex

Escrito por Redação 14/01/2021 18:36, atualizado em 14/01/2021 19:33
. Foto: Reprodução/Internet


Nesta quinta-feira, Duda Reis registrou um boletim de ocorrência contra seu ex-noivo, Nego do Borel, na Delegacia de Defesa a Mulher (1ª DDM), em São Paulo. Segundo informações do jornal Extra, a atriz o acusou de diversas agressões, chegando a ser ameaçada pelo funkeiro com uma faca, onde dizia que iria matá-la, em novembro do ano passado. O motivo da agressão foi por ciúmes.

 

No boletim de ocorrência, Duda relata as diversas situações em que Nego do Borel a agrediu fisicamente, tendo seus braços apertados e sendo empurrada resultando em lesões. Todas as ações causaram transtornos psíquicos e emocionais, desenvolvendo uma anorexia nervosa na jovem. A vítima ainda conta que, em uma ocasião onde tomou muitos medicamentos contra a ansiedade, ingeridos por pressão do cantor, ele mantinha relações sexuais não consentidas com ela, em razão de estar dopada.

 

Duda Reis afirma que além das traições por parte do funkeiro, contraiu HPV do mesmo. A atriz só teve um parceiro sexual antes de Nego. Muitos episódios foram constatados pela vítima em que o cantor a xingava de “louca” e “piranha”. Há também a ameaça de exposição feita pelo cantor, onde prometia tornar público os vídeos íntimos que tinha de sua ex para que assim pudesse arruinar sua carreira como atriz.

 

De acordo com o depoimento, Nego do Borel possui uma arma de fuzil e R$2 milhões em espécie em sua residência. O cantor a enviou diversas mensagens pedindo para que ela voltasse com ele.

 

A ex-BBB e advogada criminalista, Gizelly Bicalho e Izavela Borges estão defendendo Duda, e requisitaram à Justiça uma medida protetiva com base na Lei Maria da Penha, e com isso, Nego do Borel não poderá contactá-la ou se aproximar da jovem. Em vídeo publicado em seu Instagram, a atriz agradece as advogadas pelo apoio e trabalho em seu caso. 

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas