Alunos da rede municipal de Niterói participam de eventos sobre robótica e filmes de animação

Os projetos são desenvolvidos pela Coordenação de Educação, Mídias e Tecnologias Digitais, vinculada à Assessoria de Desenvolvimento da Educação (ADE) da SME/FME

Escrito por Redação 14/12/2021 19:00, atualizado em 14/12/2021 19:00
A proposta é trabalhar por projetos, seguindo os assuntos estudados em cada escola
A proposta é trabalhar por projetos, seguindo os assuntos estudados em cada escola . Foto: Divulgação/Prefeitura de Niterói

Duas mostras de trabalho animam o fim de ano dos Alunos da Rede Municipal de Educação de Niterói. Entre os dias 6 e 10 de dezembro, estudantes e profissionais participaram da Mostra de Robótica Educacional 2021, encerrando a sexta edição do Projeto Robótica Educacional da rede. Já nos dias 13 e 14, serão apresentados os trabalhos do Projeto Animando Na Escola, onde alunos e professores apresentam seus filmes de animação produzidos no projeto.

“Projetos como esses são muito importantes para o processo de ensino e aprendizagem dos alunos em uma educação integral. A nossa proposta de qualificar a rede passa por dialogar com diferentes linguagens como a robótica e a cultura através do cinema. Unir esses campos de conhecimento na formação das nossas crianças é fundamental para uma escola inclusiva, plural, e que se propõe a tornar o ensino algo mais atrativo e próximo da realidade deles”, comenta o secretário de Educação, Vinicius Wu.

O Projeto Robótica Educacional, destinado aos professores do 4º ao 9º ano da rede, está encerrando a sua sexta edição. Este ano, os encontros aconteceram a cada 15 dias, no formato híbrido, com oficinas que abordavam estudos no campo da pedagogia e da robótica educacional. A Mostra de Robótica Educacional este ano aconteceu nas escolas participantes e os estudantes puderam apresentar à comunidade escolar as atividades desenvolvidas e os estudos realizados ao longo do projeto, como circuitos elétricos e acendimento de LED com papel alumínio. Além de atividades desplugadas, simulação no Tinkercad e pra completar, linguagem de programação com Scratch e até com Arduino!

“Na mostra, os professores e alunos se dividiram entre os estandes montados. A experiência foi bem produtiva e válida, porque os alunos puderam colocar a mão na massa, tiveram acesso a algumas linguagens iniciais da programação e, a partir disso, podem aprender uma programação mais avançada e evoluir na prática da robótica”, opinou um dos professores do projeto na E. M. Levi Carneiro, Leandro Carlini.

Participaram do projeto este ano, 20 professores de 16 unidades, como as escolas municipais Profª Lúcia Maria Silveira Rocha, Anísio Teixeira, Levi Carneiro, Infante Dom Henrique, Profª Maria Ângela Moreira Pinto, Marcos Waldemar de Freitas Reis, Honorina de Carvalho, Djalma Coutinho de Oliveira, João Brazil e Paulo Freire, além da UMEI Vale Feliz.

Já o Projeto Animando Na Escola, em sua terceira edição, foi desenvolvido através de encontros remotos focados em explorar a convergência entre a linguagem da animação digital e suas possíveis mediações pedagógicas. Devido à pandemia, os curtas não puderam ser exibidos no cinema como nos anos anteriores, mas a comunidade escolar vai poder aproveitar os filmes. As unidades envolvidas vão apresentar as produções nos dias 13 e 14 de dezembro para os alunos, profissionais e familiares.

“O projeto estimula o protagonismo de estudantes e professores na criação de histórias com animação digital, trazendo a oportunidade de reunir, em uma única mídia, diferentes formas de expressão: artística, verbal e imagética. Tal iniciativa colabora para o desenvolvimento de um acervo midiático de curtas de animação autoral, composto pelas produções de professores e alunos da rede”, explica Carla Sena, Coordenadora de Educação, Mídias e Tecnologias Digitais da SME/FME.

A pré-estreia dos curtas de animação foi realizada na última terça-feira (07), no Laboratório de Mídias Educacionais (Elab). O evento contou com a presença de professores participantes e convidados, seguido de uma roda de conversa com a Profª Dagmar de Mello e Silva (UFF). Participaram 28 professores de 17 unidades, sendo as escolas municipais Altivo César, Infante Dom Henrique, Demenciano Antônio de Moura e Ernani Moreira Franco e as UMEIs Maria Luiza da Cunha Sampaio, Iguatemi Coquinot, Julieta Botelho, Dr. Paulo César Pimentel, Gabriela Mistral, Vinícius de Moraes, Profª Nina Rita Torres, Írio Molinari, Regina Leite Garcia e Darcy Ribeiro, além da NAEI Ângela Fernandes.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas