Moradores fazem protesto em Niterói após morte de entregador no Morro do Palácio

Elias de Lima Oliveira foi atingido no rosto e não resistiu ao ferimento, mesmo após ter sido levado para o Hospital Estadual Azevedo Lima.

Escrito por Redação 24/11/2021 18:59, atualizado em 24/11/2021 19:59
No cartaz está escrito: “Elias é mais um. Na favela é assim: primeiro atira, depois pergunta.”
No cartaz está escrito: “Elias é mais um. Na favela é assim: primeiro atira, depois pergunta.” . Foto: Reprodução

A morte de um jovem de 24 anos, durante operação realizada por policiais do 12ºBPM (Niterói), no Morro do Palácio, no Ingá, na Zona Sul de Niterói, nessa quarta-feira (24), levou os moradores do Morro do Palácio, no Ingá, na Zona Sul de Niterói, a realizarem um grande protesto contra a ação dos agentes de segurança pública. Elias de Lima Oliveira, de 24 anos. Segundo seus parentes, ele foi atingido com um tiro no rosto. Existem versões diferentes para o caso: os familiares denunciam mais uma ação violenta da PM, mas a corporação, através de nota oficial divulgada hoje, informou ter sido atacada a tiros por criminosos armados, dando início a um confronto. vAinda segundo a PM, dois acusado de tráfico foram presos da operação e houve a apreensão de uma pistola e entorpecentes.  

Moradores da região, dizem que Elias era conhecido com DL e trabalhava também como entregador. A morte dele causou revolta entre familiares, amigos e moradores da comunidade. Foi realizado um protesto na Avenida Presidente Pedreira, um dos principais acessos ao morro do Palácio. Durante o protesto foi possível ver pessoas segurando cartazes com os dizeres “Paz, justiça e liberdade”, “Polícia atira primeiro e depois pergunta”. A mulher que se identificou como madrinha da vítima, acusou a polícia de intimidação enquanto era aguardado resposta em frente ao hospital. A vereadora Walkiria Nictheroy particpou das manifestações e prometeu ações de auxílio à comunidade do Ingá.

A íntegra da nota da Assessoria da PM é a seguinte:“ A Secretaria de Estado de Polícia Militar informa que equipes do 12° BPM (Niterói) foram atacadas enquanto realizavam um patrulhamento em uma das vias que dão acesso ao Morro do Palácio, no Ingá, zona sul de Niterói. A equipe abordava um suspeito quando foi atacada a tiros, gerando um confronto.

Após estabilizar a situação, um homem foi encontrado baleado e foi socorrido ao Hospital Estadual Azevedo Lima (HEAL) e não resistiu. Ainda na ação, dois homens foram presos com uma pistola e entorpecentes (ainda a contabilizar). A ocorrência foi encaminhada para a 76ª DP.

Posteriormente, os policiais foram acionados para averiguar uma manifestação que ocorria em frente ao Hospital Estadual Azevedo Lima (HEAL). No local, a equipe foi informada que um homem ferido por disparo de arma de fogo no braço deu entrada naquela unidade de saúde, após ser socorrido por populares. O ferido permaneceu internado e encontra-se lúcido. A ocorrência foi encaminhada à 78ª DP (Fonseca)", diz a nota oficial. 

Ocorrência em andamento.”

Entre os presos, foi relatado também como foi efetuada a prisão de um homem identificado como gerente do tráfico, identificado como Naô, que foi levado para a Central de Flagrantes da Delegacia do Centro, a 76ª DP (Niterói), logo depois sendo encaminhado para a Divisão de Homicídios. O corpo de Elias irá ser levado para o Posto Regional de Polícia Técnico-Cientifica do Barreto, em Niterói.

* Em apuração 

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas