Carnaval de Niterói deverá ter Cidade do Samba

Antiga reivindicação das agremiações da Cidade, construção deverá estar pronta no Carnaval de 2021

Escrito por Redação 11/02/2020 17:46, atualizado em 11/02/2020 18:41

Por Sérgio Soares - Chefe de Reportagem e Coordenador da Editoria Carnaval 

 

Quinze anos após a revitalização dos desfiles das escolas de samba na cidade, o Carnaval de Niterói deverá ter uma grande novidade para 'esquentar' ainda mais a folia na região: a criação de uma Cidade do Samba para melhorar as condições de preparação das agremiações locais. O deputado estadual Paulo Bagueira conseguiu junto ao prefeito Rodrigo Neves recursos para a construção da Cidade do Samba de Niterói, já para o Carnaval 2021. 

 

O espaço será construído na região central da cidade, provavelmente em uma área ociosa adjacente ao caminho Niemeyer e próxima à Rua Visconde do Rio Branco. O novo espaço não terá as dimensões da construção que abriga as agremiações do Rio, mas será erguida de forma a que as escolas da cidade tenham pleno espaço e recursos para desenvolverem as atividades, já para a folia do ano que vem. A exemplo do que é feito no Rio, o novo barracão das escolas em Niterói abrigará as agremiações da chamada 'elite' do Carnaval local, no caso as Grupo A. 


Dez escola compõem esse grupo. O novo local, além dos barracões, abrigará também arena de eventos e oficinas para para formação de ritmistas, costureiros e aderecistas. Técnicos da Prefeitura trabalham com a opção de desapropriação da área escolhida. O deputado estadual Paulo Bagueira, que é oriundo de escolas de samba da cidade, sempre teve projetos voltados para esse setor quando era vereador de Niterói, junto com o colega Carlos Magaldi. Ano ano de 2005, os dois, junto com antigos 'baluartes' de Niterói, como ito Machado e Nei Ferreira, ex-presidentes da Viradouro e Cubango, respectivamente, articularam a fundação da União das Escolas de Samba de Niterói (Uesbcn). em 2006, a entidade foi responsável pela revitalização dos desfiles até hoje sediados na Rua da Conceição, também no Centro da cidade, dez anos após a extinção desse evento. 


"A criação de um espaço próprio para as escolas de samba de Niterói é uma antiga reivindicação desse segmento da cidade, da qual faço parte. Todos sabem que o Carnaval é fundamental para movimentar o turismo, a economia e gerar emprego e renda. Para se ter ideia de números, por exemplo, só no ano passado, o Rio de Janeiro gerou R$ 3,7 bilhões em receitas e recebeu sete milhões de foliões. Por isso mesmo, as agremiações, como manifestações carnavalescas, precisam se profissionalizar ainda mais. É fundamental que técnicos especializados atuem naquela que é considerada a maior festa popular do mundo. Já é hora de o município seguir esse mesmo caminho e buscar qualificação para os membros das escolas da cidade. Todos têm a ganhar com esses empreendimentos", afirmou Bagueira. 

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas