Harley Davidson aposta em uma ‘máquina’ genuinamente ‘urbana’

Enviado Direto da Redação
 A Street Rod 2017 equilibra bem o visual básico das standards com desepenho bruto dos ‘clássicos’ da marca

A Street Rod 2017 equilibra bem o visual básico das standards com desepenho bruto dos ‘clássicos’ da marca

Foto: Divulgação

A Harley-Davidson finalmente atendeu ao pedido de milhares de fãs em todo o mundo e apresentou uma nova integrante para sua linha. E não se trata de uma cruiser. A Street Rod 2017 é um moto criada essencialmente para o ambiente urbano e equilibra bem o visual básico e limpo das standards com o desempenho bruto dos clássicos da marca.

A motorização é a mesma da Street 750 - um 750 cilindradas em V arrefecido a ar -, mas a marca mexeu nas entregas do bloco. Um ganho de cerca 10% no torque máximo e de cerca 20% na potência deixou a moto mais nervosa, mas a marca não revela os números finais. O sugerido aponta para um torque de 6,4 kgfm a 4.000 rpm e uma potência de 69 cv a 8.750 rpm.

Os detalhes técnicos da Street Rod já revelados pela marca incluem discos de freio frontais duplos, tela digital de velocidade, luzes traseiras (incluindo setas) de LED e rodas de 17 polegadas com pneus 120/70 na frente e 160/60 atrás.

O garfo é preto e, segundo a engenharia da marca, tem um ângulo de inclinação de 27º, uma mudança considerável para os 32º da Street 750. Segundo a Harley, além de garantir mais agilidade, a configuração dá uma posição mais “adiantada” ao piloto sem sacrificar o conforto.

Por enquanto, a Street Rod está programada apenas para o mercado norte-americano e europeu, com preço inicial de US$ 8.699 (cerca de R$ 27.200, sem os impostos).

Veja também