Satélite desenvolvido por alunos de Ubatuba é lançado no Japão

Enviado Direto da Redação
Satélite desenvolvido por alunos de Ubatuba é lançado no Japão.

Satélite desenvolvido por alunos de Ubatuba é lançado no Japão.

Foto: JAXA
Um satélite desenvolvido por alunos do ensino fundamental de Ubatuba, no litoral norte de SP, foi lançado na semana passada do Centro Espacial Tanegashima, no Japão, com destino à Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês).

A primeira etapa do lançamento do UbatubaSat foi transmitida ao vivo pela Jaxa, agência espacial japonesa. A expectativa é que o satélite seja relançado ao espaço no dia 19 próximo e, a partir do dia 21, já esteja em órbita.

O UbatubaSat pode ser o primeiro satélite totalmente desenvolvido no Brasil a funcionar em órbita, de onde poderá registrar a distância de sondas espaciais, detectar a formação de bolhas no espaço e também fazer contato com radioamadores e transmitir mensagens que foram gravadas por estudantes.

O projeto UbatubaSat foi idealizado pelo professor de física Cândido Osvaldo de Moura. A iniciativa surgiu no início de 2010, quando ele teve conhecimento de que uma empresa norte-americana estava desenvolvendo um veículo lançador e vendia os kits de montagem de pequenos satélites que pudessem ser lançados pela empresa.

Cândido levou o desafio para a sala de aula. Na época, ele era professor de matemática da Escola Municipal Presidente Tancredo de Almeida Neves (Etec), em Ubatuba.

Segundo o professor, este tipo de satélite pequeno foi criado nos anos 1990 para servir como experiência pedagógica nas universidades. Com apoio técnico e financeiro do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) e da AEB (Agência Espacial Brasileira), o professor adaptou a experiência para os alunos mais jovens.

O satélite levou três anos para ficar pronto. A construção foi conduzida por seis alunos, mas desde 2010 cerca de 400 estudantes já passaram pelo projeto, que engloba outras atividades de desenvolvimento científico.

Cândido e seus alunos acompanharam o lançamento do satélite da sede do Inpe, em São José dos Campos (SP).

Fonte: Catraca Livre

Veja também