25 de Outubro de 2014

Polícia
Enviado por Redação 7/10/2009 00:15:56

Chumbada: Bastidores da guerra sem precedentes em São Gonçalo

Várias casas abandonadas, marcas de tiros em paredes e muito medo entre moradores. Esse é o quadro no Complexo da Chumbada, no Mutondo, em São Gonçalo, após a invasão de traficantes do Comando Vermelho (CV), na madrugada de sábado, quando sete pessoas teriam sido mortas e pelo menos 15 famílias de parentes de Daniel da Conceição Simão, o Dodó, que está preso e era chefe da facção rival Amigo dos Amigos (ADA), foram expulsas.
A polícia já sabe que participaram da invasão cerca de 50 homens arregimentados em favelas de São Gonçalo, Niterói e Rio. O grupo era liderado por Luiz Fernando de Abreu Farias, o Neneca ou Nenequinha, e composto pelos traficantes Márcio Popeye, Juninho Pretinho, Juninho Negão, BR do Martins, Periquito do Escadão, Carlinhos do Galo Branco, Pindoba, Gugui, Gaguinho, Loca da Coruja, Mandela, Toupeira, Dudu, Alan e Guido Coroa (ex-gerente da Chumbada na década de 90).
Oficialmente, com registro na 72ª DP (Mutuá), estão desaparecidos Wilson Olindo da Conceição Júnior, o Nego, 20, e Ubirajara Olindo da Conceição Júnior, o Lopes, 25, irmão e primo de Dodó, respectivamente. Os dois estavam em uma das casas que foram cercadas e invadidas pelo bando de Nenequinha, e teriam sido mortos no local, mas seus corpos continuam sumidos. Outros dois homens, que foram vistos sendo levados pelo bando rival e permanecem desaparecidos, são Mauro - dono de um bar no alto da comunidade - e Jorginho Barbeiro, que levou várias facadas de Pindoba, antes de ser colocado num carro.
Contra-ataque - Na noite de segunda-feira, a presença da PM no Menino de Deus abortou uma invasão de traficantes da ADA na comunidade e no Complexo do Salgueiro. Cerca de 80 homens, a maior parte da Favela da Rocinha e do Morro de São Carlos, no Rio, estavam reunidos no Morro da Alma, de onde saíram liderados pelo traficante mais procurado de São Gonçalo, Levi da Cruz Rabelo, o Levi da Alma, para atacarem o Menino de Deus e o Salgueiro, mas desistiram ao serem avisados da operação da PM. Entre os líderes que participariam da invasão estariam Pablo, Ieié, Timbé e Jorginho, que foram designados por Dodó para retomar a Chumbada e invadir as outras duas favelas do CV. “Vai morrer muita gente ainda nessa guerra. Infelizmente, tem muita gente inocente no meio desse fogo cruzado”, disse um policial que está investigando a invasão.
Segundo relatos de moradores, na invasão de sábado, Pindoba seria um dos mais violentos. Com uma faca, ele atacou várias das vítimas, o que seria uma forma de vingança pela morte do seu pai, José Pinto, morto com golpes de machado numa chacina ocorrida no complexo quando ele tinha 12 anos e a ADA tomou o ‘poder’.





<< Primeira < Anterior   [ 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10  ] Próxima > Última >>

Expediente | Anuncie Aqui | Trabalhe Conosco | Twitter | Comunidade no Orkut | RSS | Fale Conosco
©Copyright O SÃO GONÇALO - Todos os direitos Reservados

Ilhota Leste Comunicação