31 de Julho de 2014

Polícia
Enviado por Aline Balbino, Paulo Victor Magalhães e Marcela Freitas 29/5/2011 22:03:23

Comunidades de São Gonçalo e Niterói na rota dos fuzis

A fuga de traficantes do Rio de Janeiro para São Gonçalo e Niterói, devido às instalações das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) em 16 comunidades da capital, colocou as duas cidades na rota do tráfico internacional de armas. Levantamento de O SÃO GONÇALO divulgado na edição deste domingo revela que, pelo menos, 15 fuzis, metralhadoras e submetralhadoras foram apreendidos pela polícia no período de janeiro de 2010 a março deste ano – a média de uma arma de guerra por mês. O armamento foi encontrado em nove comunidades de sete bairros nos dois municípios. Em São Gonçalo, no Recanto das Acácias, no Salgueiro (CV) e Vila Laje, foram apreendidas uma metralhadora, uma carabina e um fuzil. Em Niterói, as mesmas armas estavam com traficantes dos morros do Itatiaia, em Ititioca (CV); Paulada (CV), em Santa Rosa; Buraco do Boi (CV), no Barreto; e nas favelas Grota do Surucucu (CV), em São Francisco; Nova Brasília (CV), na Engenhoca; Complexo do Viradouro (CV), e em Santa Rosa.

Bolívia - Uma das rotas do tráfico internacional de armas para os morros e favelas da região parte da Bolívia, passando por Mato Grosso do Sul e São Paulo, até chegar ao estado do Rio de Janeiro. No dia 11 de março do ano passado, os pastores Sebastião Braz da Fonseca Neto, 42 anos, e Felipe Jorge da Silva Freitas, 33, da Igreja Mundial do Poder de Deus de Niterói, foram presos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Miranda, no Mato Grosso do Sul, quando transportavam um carregamento de sete fuzis M-15 calibres 5.56, de fabricação norte-americana, da marca Bushmaster, utilizado pelas tropas americanas na guerra do Iraque. O arsenal estava escondido dentro de um Vectra, na BR-262, e seria entregue para traficantes do Morro do Martins, em Neves, São Gonçalo. Outro pastor, Francisco Ferreira de Moura, 31, foi preso em seguida, em Campo Grande. Ela aguardava a chegada das armas na cidade. Os fuzis foram comprados na Bolívia e cada um dos pastores receberia R$ 20 mil pelo transporte. Segundo policiais do 7º BPM (Alcântara), o Morro do Martins é considerado uma base de drogas e armas que alimentam o tráfico nas favelas do Rio.

Fábrica de armas -Policiais do 7º BPM (São Gonçalo), em uma ação conjunta com o Serviço de Inteligência (P2) do 26º BPM (Petrópolis), estouraram uma fábrica clandestina de munição, em Petrópolis, na Região Serrana, que abastecia favelas de São Gonçalo e Niterói. No local, foi apreendida grande quantidade de carregadores e munições de diversos calibres como de fuzis 762, 765 e metralhadora ponto 50, capaz de derrubar helicóptero. No dia 11 de março deste ano, um fuzil 762 foi apreendido no Complexo do Viradouro, em Santa Rosa, Zona Sul de Niterói. No dia 22 de março, um traficante do Morro do Fallet, em Santa Teresa, no Rio, foi preso com uma metralhadora na Favela Nova Brasília, na Engenhoca.

Salgueiro: quartel general

Durante operação no Complexo do Salgueiro, em 11 de novembro de 2010, policiais militares apreenderam um fuzil 7.62. A arma tem um grande poder de destruição e, na maioria das vezes, é manuseada por atiradores de elite. A apreensão confirma as investigações da Polícia Militar sobre a quantidade de armamentos pesados que têm sido adquirida pelo tráfico no Salgueiro, apontado pela polícia como o quartel-general do Comando Vermelho (CV) em São Gonçalo. As autoridades estimam que o poderio bélico dos criminosos seja composto por 20 fuzis, além de pistolas e metralhadoras.
Se forem consideradas as apreensões de carabinas somadas às de fuzis, metralhadoras e submetralhadoras, a estatística aumenta. De acordo com o levantamento da reportagem do O SÃO GONÇALO, 11 armas de guerra apreendidas no período de 15 meses, em nove comunidades. A Favela Esperança, em Piratininga, contabilizou duas apreensões. Em São Gonçalo, esses números são menores: oito armas em cinco bairros. Vila Laje registrou duas apreensões (carabina e fuzil). Já no Salgueiro a polícia apreendeu dois fuzis e uma metralhadora.

Fornecedores de drogas e ‘matracas’
Preso em julho do ano passado, Pedro Henrique da Costa Peixoto, o Xuxa, 38 anos, é apontado como um dos principais fornecedores de armas para traficantes do Comando Vermelho (CV), com outros criminosos do eixo Niterói-São Gonçalo.
Marco Antônio de Morais Gimenez Junior, o Marquinho Playboy ou Paulista, 26 anos, preso por policiais da Delegacia de Combate às Drogas (Dcod), enquanto estava refugiado em São Gonçalo, após se desentender com Fabiano Atanásio da Silva, o FB, é apontado como o ‘chefão’ do ‘pó’ na Favela Vila Cruzeiro, no Complexo do Alemão, Zona Norte do Rio. Playboy é, segundo a polícia, um dos principais fornecedores de fuzis e submetralhadoras para traficantes do Rio e do eixo Niterói-São Gonçalo. Playboy recebia lotes com até 20 fuzis e os revendia, principalmente, em comunidades cujo tráfico é controlado pelo CV.





<< Primeira < Anterior   [ 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10  ] Próxima > Última >>

Expediente | Anuncie Aqui | Trabalhe Conosco | Twitter | Comunidade no Orkut | RSS | Fale Conosco
©Copyright O SÃO GONÇALO - Todos os direitos Reservados

Ilhota Leste Comunicação