02 de Outubro de 2014

Polícia
Enviado por Marcela Freitas e Gustavo Carvalho 3/2/2011 23:24:35

PM 'jurado' de morte é assassinado em São Gonçalo

O sargento PM Roberto Fabrício Manoel de Queiroz, 43 anos, foi assassinado com mais de 20 tiros de fuzil e pistolas, às 7h30 de ontem, minutos após sair de casa para o trabalho, em um dos pontos mais movimentados de São Gonçalo, a Avenida Maricá, no Rocha. Os assassinos, ocupantes de um Bora preto, alvejaram o carro do policial quando ele reduziu a velocidade ao se aproximar de um sinal de trânsito. Roberto era lotado no 12º BPM (Niterói), e estava cedido ao Corpo de Segurança do Fórum de Niterói. O policial estava sozinho, ao volante de seu Meriva, no momento do ataque.

Segundo testemunhas, os criminosos fugiram em direção ao Morro Menino de Deus pela Rua Luiz Pasteur. Depois do crime, policiais do 7º BPM (São Gonçalo) fizeram buscas pela região, mas ninguém foi preso.

Jurado - De acordo com informações do Serviço de Inteligência (P-2) 7º BPM, um dos suspeitos do homicídio é o traficante Guguzinho, gerente do tráfico no Morro do Escadão, no Rocha. Roberto teria impedido o traficante de vender drogas próximo à sua residência e foi jurado de morte pelo bandido.

Agentes do Núcleo de Homicídios da 72ª DP (Mutuá) solicitaram imagens das câmeras do 7º BPM (São Gonçalo), que monitoram a via, para tentar identificar o veículo utilizado no crime. Quem tiver informações que auxiliem nas investigações, pode ligar para o telefone 3707-1937 ou para o Disque-Denúncia, 2253-1177. O anônimato é garantido.

Tranquilo - O 3º sargento Roberto Fabrício, lotado na 2ª Companhia (Centro), estava prestando serviços no Corpo da Guarda, no Fórum de Niterói. Há 15 anos na corporação, ele era visto pelos amigos como uma pessoa tranquila. A notícia de sua morte pegou os amigos e o comandante do 12º BPM (Niterói), tenente-coronel Paulo Henrique Moraes, de surpresa.
“Não sabemos exatamente a motivação. A principio, minha equipe apurou no local que ele foi vítima de latrocínio. Mas ainda é cedo para falar. Não vamos medir esforços para ajudar a polícia a esclarecer esse crime”, prometeu o comandante.

Enterro - O enterro do corpo do sargento será hoje, às 11h, no Memorial Parque NycteroY, na Amaral Peixoto em São Gonçalo.

Estatística - De acordo com dados da Polícia Militar, até 31 de janeiro deste ano, 10 PMs foram mortos de folga, em 2011. Em 2010, 21 policiais militares morreram em serviço e 39, de folga.

Policial foi morto no bairro em dezembro

Em dezembro do ano apssado, o cabo do 12º BPM (Niterói), Antônio José de Souza Martinez, 46 anos, foi assassinado dentro de um bar, na esquina das rua Salvatori e José da Silva Pessoa, no Rocha, em São Gonçalo. O garupa de uma motocicleta fez os disparos e o militar morreu no local. Ele havia acabado de sair de uma agência bancária, onde teria sacado R$ 3 mil. O dinheiro e a pistola do policial, foram roubados.

Após sair do banco, o militar, que estava em sua motocicleta, foi perseguido pelos criminosos, por cerca de 50 metros.
“Ele entrou no bar, jogou a carteira embaixo de uma mesa e sentou. Ao ser abordado pelo garupa da moto, que estava de capacete, entregou o dinheiro ao bandido que foi alertado pelo comparsa de que ele estava armado. O criminoso, então, fez quatro disparos à queima-roupa”, disse uma testemunha.





<< Primeira < Anterior   [ 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10  ] Próxima > Última >>

Expediente | Anuncie Aqui | Trabalhe Conosco | Twitter | Comunidade no Orkut | RSS | Fale Conosco
©Copyright O SÃO GONÇALO - Todos os direitos Reservados

Ilhota Leste Comunicação