19 de Abril de 2014

Polícia
Enviado por Marcela Freitas 7/8/2010 00:26:57

Idosos na mira do crime em Niterói

Dois crimes envolvendo quatro idosos, em Niterói, mobilizaram a polícia na noite de quinta-feira e manhã de sexta-feira (6). Em um deles, duas idosas foram vítimas de uma tentativa de extorsão por telefone, mas avisaram a polícia, que conseguiu prender um dos criminosos em flaggrante, em Icaraí, na Zona Sul de Niterói. Em outro caso, um casal de idosos teve a casa invadida por quatro bandidos, em Piratininga, na Região Oceânica. Eles foram alvos de um sequestro-relâmpago e acabaram libertados na Ilha do Governador. Um suspeito foi preso.

Sequestro
- O casal de idosos viveu momentos de pânico na mão de assaltantes oriundo do Parque União, no Complexo da Maré. As vítimas, um servidor do Banco do Brasil aposentado, de 74 anos, e sua esposa uma dona de casa de 65 anos, foram sequestrado quando saiam de casa na manhã de sexta-feira, para fazer compras em um mercado da região. A ação só não terminou em tragédia, porque um dos envolvidos na tentativa de sequestro Fabiano Xavier da Silva, o Fininho, 29 anos, morador de Guadalupe, Zona Norte do Rio, foi preso por policiais do 12º BPM (Niterói), na subida da Caixa d’ Água, no Fonseca, quando tentava levar o carro das vítimas para o Rio. Segundo a polícia o suspeito de integrar a quadrilha 'Bonde do palhaço', quadrilha especializada a roubo de residências de classe média alta.

Segundo o filho das vítimas, um técnico de informática de 26 anos, seus pais saiam de casa, para ir ao mercado quando foram abordados por quatro homens armados na garagem de casa. Os idosos então foram retirados de seu carro um Honda Civic e colocado dentro do carro dos assaltantes um Renault Scénic preto.

A ação foi percebida por um jardineiro que trabalhava na casa ao lado que correu e avisou para o filho da vítima que estava dormindo o que estava acontecendo. Assustado o jovem pediu ajuda no Destacamento de Policiamento Ostensivo (DPO), de Camboinhas.
"O vizinho disse que quatro elementos chegaram ao carro e dois que estavam armados desceram e abordaram meus pais. Fiquei muito nervoso e fui buscar ajuda. Os polícias viram meu desespero e me auxiliaram rapidamente", disse o técnico de informática.

O tenente Thiago Oliveira e o Capitão Teixeira, comandantes da 1ª Companhia da Região Oceânica, após a denúncia da vítima, foram feitos cercos na cidade que se estendeu até a ponte Rio- Niterói.
"Estávamos à procura de um Renault Scénic preto, mas como a quadrilha é especializada no meio do caminho eles trocaram o carro por um mesmo modelo da cor prata o que dificultou a prisão dos meliantes. Como tínhamos a placa do carro das vítimas, informamos a todos os setores e conseguimos prender o suspeito próximo ao Batalhão de Polícia Rodoviária", informou o Capitão Teixeira.

De acordo com as vítimas, enquanto estavam com eles dentro do carro, um dos homens teria dito que a ação 'babou', e por esse motivo o casal foi abandonado próximo a Ilha do Fundão. O casal então pegou um táxi até a residência deles onde forma medicados. Já no início da tarde, eles foram a 81ª DP (Itaipu), onde o caso foi registrado e reconheceram o acusado que contabilizava uma extensa ficha criminal sendo: quatro anotações por roubo, uma tentativa de homicídio e tinha um mandado de prisão por roubo à residência na área da 37ª DP (Ilha do Governador).

'Vovós' avisaram a PM

Duas idosas, moradoras de Icaraí, na Zona Sul de Niterói, driblaram a ação de bandidos e ajudaram a polícia a prender Alcivan Dias das Chagas, 27 anos, morador de Itaúna, em São Gonçalo, que tentava aplicar o golpe do falso sequestro.

Segundo a polícia, Alcivan ligou para a casa das idosas, de 77 e 82 anos, por volta das 21h de sexta-feira, avisando que estaria com a filha de uma delas e exigiu R$ 3 mil pelo resgate. O criminoso havia determinado que elas não desligassem o telefone até que o valor fosse pago.

O golpe, no entanto, foi descoberto quando Alcivan falou que, após o pagamento do resgate, colocaria a sobrinha da mulher de 77 anos em um táxi e a mandaria para casa. A idosa desconfiou do bandido, já que sua sobrinha, filha de sua irmã de 82 anos, mora em Joinville, no Estado de Santa Catarina. A aposentada, então, pediu que sua irmã ligasse para a filha, que a atendeu dizendo que estava tudo bem. A idosa, de 82 anos, resolveu ligar para a polícia, que a orientou a prosseguir com a negociação e simular o pagamento do 'resgate'.

Do outro lado da linha, Alcivan, confiante em receber o dinheiro, pediu para receber o valor na casa das idosas. Após desembarcar de um táxi ele foi preso por policiais do 12º BPM (Niterói), que o aguardavam na casa das idosas.

Levado para a 77ª DP (Icaraí), Alcivan chorou e disse que foi coagido por um vizinho a cometer o delito. Segundo os policiais, o acusado já tinha antecedentes criminais por violação de domicílio, ameaça, ambos na área da 73ª DP (Neves). Alcivan acabou sendo autuado por extorsão.

'Bonde’ dos ‘palhaços'

Segundo a polícia, o os integrantes do 'bonde dos palhaços' têm por costume usarem tatuagens com imagens de palhaços. Fabiano tem três tatuagens no corpo. Em uma delas, um palhaço segura uma granada.

Outro integrante do bando também tem uma tatuagem de palhaço segurando uma arma e a 'máscara do pânico'. Ainda de acordo com a polícia, um terceiro homem, que está sendo procurado, teria tatuado, na perna, um palhaço segurando um fantasma.





<< Primeira < Anterior   [ 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10  ] Próxima > Última >>

Expediente | Anuncie Aqui | Trabalhe Conosco | Twitter | Comunidade no Orkut | RSS | Fale Conosco
©Copyright O SÃO GONÇALO - Todos os direitos Reservados

Ilhota Leste Comunicação