Em um mês, Rio já tem mais de 100 mil carros com placas modelo Mercosul

Estado foi o primeiro a adotar o novo padrão

Enviado Direto da Redação
Estado foi o primeiro a adotar o novo padrão

Estado foi o primeiro a adotar o novo padrão

Foto: Divulgação

Ao completar um mês da implantação neste 11 de outubro, o Estado do Rio já possui 112.225 placas no padrão Mercosul circulando no Estado, sendo 16 mil em veículos zero quilômetro. Metade disso foi na capital e o restante no interior.

A média de instalação de placas dobrou em comparação com a antiga placa cinza. Havia 2,5 mil instalações por dia, enquanto que atualmente são colocadas nos veículos cerca de 5 mil por dia. Segundo o Detran RJ, os números demonstram a aceitação popular ao novo modelo, mais seguro e em conformidade com o modelo único determinado pelo acordo internacional assinado entre os países membros do bloco.

Veículos novos, transferências de domicílio, de propriedade e placas danificadas precisam fazer a troca. Além disso, há os que queiram optar pela substituição voluntariamente. O Detran reforça que não é necessário correr para os postos, já que a troca será paulatina para todas as categorias.

O Rio de Janeiro foi o primeiro estado a adotar o padrão de emplacamento. A nova placa possui vários itens de segurança instalados, que ajudam na fiscalização de veículos irregulares, aumentando a segurança do cidadão. Esses padrões de segurança são estabelecidos em acordo entre todos os países do bloco Mercosul.

Um dos novos itens, e que é o principal responsável pela maior segurança, é o QR Code, um código de leitura óptica que contém dados de confecção da placa: identificação do fornecedor, número de série da placa e ano e modelo de fabricação do carro. Dessa forma, a autoridade policial identifica onde a placa foi confeccionada e a qual veículo pertence. Da mesma forma, se as características não coincidirem, será possível saber se o veículo é clonado ou não.

Além do QR Code a placa vem equipada com ondas sinusoidas, marca d´água e pintura difrativa dos alfanuméricos, o que possibilita a melhor visualização da combinação de letras e números. Possui ainda Inscrições de Segurança que alteram a cor da placa conforme o ângulo de visão.

As Resoluções do CONTRAN determinam que até 1° de dezembro deste ano todos os estados já estejam adequados ao novo modelo.

Veja também