Travestis e transexuais têm atendimento de cidadania nesta sexta-feira, em Niterói

Profissionais prestarão assistência jurídica e psicológica

Enviado Direto da Redação
Ação faz parte de uma série de atividades promovidas pela campanha “Amar é um direito de todos”

Ação faz parte de uma série de atividades promovidas pela campanha “Amar é um direito de todos”

Foto: Div

A Secretaria Estadual de Direitos Humanos e Políticas para Mulheres e Idosos, através do programa Rio Sem Homofobia, promove, nesta sexta-feira, o “Dia da Cidadania Trans”. Na data, profissionais dos quatro Centros de Cidadania LGBT no estado prestarão assistência jurídica e psicológica para travestis e transexuais, em vários locais, como o Centro de Cidadania LGBT Leste, que fica na Rua Visconde de Moraes, 119, no Ingá, Niterói, das 9 às 14h.


Eles receberão orientação para o procedimentos de troca de nome e gênero em documentos. O processo de alteração do registro civil pode ser feito, inclusive, sem a realização da cirurgia de mudança de sexo.


Além disso, também será oferecida assistência psicológica e orientação para cirurgias de redesignação sexual gratuitas pelo SUS. Os procedimentos para adequação do corpo de quem não se identifica com o sexo biológico são oferecidas pelo SUS desde 2008. A ação faz parte de uma série de atividades promovidas pela campanha “Amar é um direito de todos”, promovida pelo Rio Sem Homofobia em comemoração ao mês da diversidade, celebrado em outubro na capital fluminense.

Veja também