Polícia encontra corpo carbonizado no carro do motorista de Uber desaparecido

Veículo foi queimado e estava em Itaboraí

Enviado Direto da Redação
José Natan, segundo denúncias, estaria jurado de morte em SG

José Natan, segundo denúncias, estaria jurado de morte em SG

Foto: Divulgação

Por Renata Sena

Agentes da Divisão de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNISG) localizaram o carro do motorista de aplicativo, José Natan Ramos Batista, de 25 anos, desaparecido desde o último dia 4, . Dentro do veículo, a polícia também localizou um corpo carbonizado, que aguarda exames de DNA para comprovar a identificação.

O veículo de Natan, um Gran Siena, também estava carbonizado, mas a policia conseguiu confirmar pela placa a origem do veículo. O carro foi encontrado na Estrada da Pedreira, em São José, em Itaboraí.

Pelo estado de carbonização do corpo, a polícia não conseguiu identificar nem mesmo o sexo. A polícia aguardará o exame de DNA para confirmar se o corpo é do motorista de aplicativo.

De acordo com investigações da DHNISG, José Natan chegou a ser preso sob acusação de homicídio, em dezembro de 2013, no Jardim Catarina, quando foi apontado, na época, como integrante de um grupo de extermínio que atuava na região, conhecido como ‘Bonde dos Quebras’, mas acabou absolvido pela Justiça.

O motorista foi absolvido pela justiça por falta de provas, mas de acordo com informações da Polícia, estaria jurado de morte por traficantes de drogas que atuam na região.

Veja mais notícias:


Polícia encontra quatro corpos carbonizados no Morro do Zumbi, em São Gonçalo

Batalhão da Polícia Militar de São Gonçalo lidera apreensões de fuzis no Estado

Criminoso baleado pela PM morre e tráfico impede ônibus de rodar em Maria Paula

Veja também